Tela, Ruínas de Copán

HONDURAS
img_2447
Nome – República das Honduras
Origem do nome Honduras – palavra de origem espanhola que significa “profundezas”. Dizem que o país recebeu esse nome em referência às águas profundas do litoral sul do país.
Capital – Tegucigalpa – veio provavelmente do idioma Maia que significa “montanhas de prata”.
Descobrimento – foi descoberto em 1500 por Cristóvão Colombo.
Moeda – LEMPIRA (para saber o valor aproximado divida lempiras : 20 = U$)
Visto – brasileiros não necessitam visto até 90 dias, obrigatório o passaporte válido por no mínimo 6 meses.
Vacinação – febre amarela não é obrigatória, mas é conveniente.
Segurança – a cidade hondurenha de San Pedro Sula é a mais violenta do mundo. São 187,14 assassinatos por 100 mil habitantes. Maceió, tem um índice de homicídios de 79,76 por 100 mil habitantes.
Honduras é o terceiro país mais pobre da região da América Central/Caribe, atrás apenas do Haiti (o mais pobre das Américas) e da Guatemala.
Cidades principais – Tegucigalpa (813.900hab.), San Pedro Sula (383.900hab.), La Ceiba (89.200hab.), El Progresso (85.400hab.), Choluteca (76.400hab.).
Idioma oficial – espanhol e idiomas nativos.
Hora local –   – 3h.
Área – 112.088km2.
População – 6,5 milhões (2.000)
                                                   
DIÁRIO DE BORDO
                                              (álbum de fotos no final do relato)
Raramente alguém sai de algum país para visitar especificamente Honduras, e este foi nosso caso, visitamos Panamá, Costa Rica, Nicarágua, Honduras e Guatemala, portanto este relato será: entrada pela fronteira Nicarágua x saída pela fronteira Guatemala.
Estávamos em Granada na Nicarágua, pensamos tomar um ônibus e ir até Manágua, mas como a distância é pequena e estávamos em 3 passageiras, resolv1429646925149emos tomar um táxi.
Granada x Manágua = 42km.

O motorista do táxi foi fazendo um terrorismo a respeito de Manágua. Desembarcamos do táxi e quando chegamos no guichê fomos informadas que não havia mais ônibus para aquele dia, eles saem pela madrugada e viajam o dia todo, não fazem mais esse trajeto à noite por motivo de segurança. Teríamos de fazer esse trajeto durante o dia, mais de 10h. de viagem em ônibus convencional.

Manágua x San Pedro Sula = 628 km.

No terminal de ônibus Tica Bus há um hotel da própria empresa, então, compramos nossas passagens para o dia seguinte e nos hospedamos no hotel que é bem razoável, inclusive tem uma lanchonete perto dos guichês que serve refeições.

 


22 de Abril – quarta-feira
O ônibus para San Pedro Sula partiu de madrugada, primeira parada do ônibus na fronteira para pagamento das taxas.

U$7,00 para sair da Nicarágua
U$8,00 para entrar em Honduras

 

Na parada de fronteira entre os dois países há um duty free, com alguns chocolates bebidas e coisas bem simples, além da comida de rua e segurança armada intimidadora, após todos descerem do ônibus os policias entram com os cães que vão pisando por todos os bancos e revirando tudo, fazem o mesmo no bagageiro.
img_2256

Desembarcamos em San Pedro Sula, também por medida de segurança os ônibus intermunicipais não circulam à noite, ônibus para Tela só no dia seguinte, sabendo disso tínhamos feito reserva no La Hamaca Hostel, os taxistas já ficam a espera, o preço médio é de U$6 (100 a 150 lempiras), pagamos um pouco mais. Antes de entrar no táxi negocie o preço e confirme o endereço. Já no táxi ficamos um pouco apreensivas, demorava a chegar ao hostel e o táxi começou a enveredar por uma área residencial o que não combinava com um local para hostel, mas finalmente chegamos. O taxista nos pareceu confiável então combinamos para que ele viesse nos apanhar no dia seguinte às 7h.AM e nos deixasse no Terminal de Ônibus para Tela.
Táxi Terminal Metropolitano de Buses x La Hamaca Hostel =U$7,50 (U$2,50 p/p)

O hostal é agradável, seguro, pessoal simpático, as camas do nosso quarto não estavam de acordo e prontamente fomos transferidas para outro quarto. Colchão bom, wi-fi, a/c, sala de TV na entrada, banheiros limpos, ducha, áreas sociais com mesa de bilhar, bar, livros, jogos, serviço de lavanderia, câmera de segurança, cozinha equipada.

La Hamaca Hostel

Quarto triplo com a/c e banho privado – U$16 p/p
Casa Numero 195, 10 Calle, 26 y 27 Avenida, Colonia Figueroa
fone:504 9868-3270 – www.lahamacahostel.com

Ao lado do hotel estão alguns restaurantes,  então saímos para um restaurante de comida americana contemporânea.

Baskets Chicken Fingers
Colonia Figueroa 10 Calle entre 24 y 25 Ave. #184 – Fone: 2505-8396.
lascas de peito de frango, salada verde acompanhada de 3 tipos de molhos.
125 lempiras.


Voltamos ao hostal, estávamos realmente muito cansadas depois de tantas horas em ônibus.


23 de Abril – quinta feira. 

Acordamos cedo, às 7h.AM o taxista estava na entrada do hostel, desta vez o custo foi maior por causa do horário.
Táxi La Hamaca Hostel x Terminal Metropolitano de Buses
U$10,00 (U$3,33 p/p)
Não tinha tomado café da manhã, havia pouca coisa aberta no terminal, tomei um suco. O suco é muito bom, mas só peça se não estiver com pressa, neste dia havia apenas uma pessoa fazendo o atendimento.
Super Jugos Terminal Foodcord
Praça de Alimentação do Terminal Metropolitano de Buses
Inversones Orca – tel. 94570791
Suco: laranja, mamão papaya, banana, aveia
53,00 lempiras + – U$4,00

Embarcamos para Tela
Viação Congolon Passagem San Pedro Sula x Tela = U$3,50

Na estrada uma parada para lanche. Deixe claro ao motorista que deseja parar em Tela, lá não tem terminal e o ônibus para na estrada.

Lanche de Estrada
Broa + café = U$2

Distância de San Pedro Sula x Tela –  99km.


TELA
População – 35.178 (2.010)
Desembarcamos meio perdidas, tínhamos feito reserva pelo booking no Hotel Cesar Marisco, tomamos um táxi porque o calor estava extremo e seriam 8 quadras até o hotel. Quando chegamos a reserva não tinha sido processada de acordo, programamos 2 dias e a reserva anotada era de apenas 1 dia, o hotel no dia seguinte estaria lotado, teríamos de aguardar alguma desistência, o que por sorte ocorreu.
Táxi parada do ônibus x Tela = U$1,00 p/p
O Hotel e Restaurante Cesar Marisco no pareceu bastante agradável apesar de estar um pouco acima do meu orçamento, mas o local era tão agradável e o quarto tão bem localizado, frente para o mar que resolvemos ficar.
Hotel e Restaurante Cesar Marisco
Apartamento triple = U$97,00 + taxas = U$111,00 (U$37,00 p/p)
Ave. Uruguay ou Calle Playera de Tela – http://www.hotelcesarmariscos.com

São 20 quartos com decoração tropical, todos com a/c, banho privado, os quartos do segundo andar tem uma vista fantástica, wi-fi, piscina  e jacuzzi no terraço com vista para o mar, café da manhã incluso. Nos instalamos no apartamento, varanda para o mar e fomos almoçar no restaurante do próprio hotel.
img_2262

Almoço: camarão do ajillo = 187 lempiras + água + impostos + tx de serviço = U$21,00


Jantar – sopa de pollo – 189,00 lempiras + – U$10,00.
Água – 20,70 lempirasIMG_2281.JPG

 A cerveja que nos bares populares é vendida a 25 lempiras (U$1,25), no restaurante  do hotel com impostos e taxa de serviço chega a custar 54 lempiras (U$2,70).
Apesar de Tela ter opções de passeios desta vez a preferência foi abortar passeios, já que tínhamos feito muitos tours pelas ilhas do Caribe, preferimos ficar no hotel, curtir a praia e a cidade. Relax total. A comida é boa, achei o café da manhã fraco, pelo padrão do hotel poderia ser melhor. Depois do almoço fomos relaxar na piscina com espelho d’água e a tardinha descemos até a praia para ver o por do sol.
IMG_2279.JPG

Tentamos achar uma sorveteria, quase tudo fechado, jantamos no Pollo Campesino.

 24 de Abril – sexta- feira
Café da manhã: abacaxi, mamão, melancia, pão, manteiga café e ovo ou panqueca.
O tempo estava encoberto, o sol bastante tímido, ficamos na dúvida se seguiríamos viagem ou ficaríamos para visitar alguma comunidade Garifunda em Miami ou Cayos Cochinos, por volta das 8h.30AM decidimos seguir viagem. A van do hotel nos levou até a rodovia para apanharmos o ônibus que nos levaria de volta a San Pedro Sula, demos sorte ao chegarmos no terminal um ônibus estava prestes a sair e embarcamos nele.
Ônibus Tela x San Pedro Sula = 100 lempiras + – U$5
No trajeto uma parada de 10’ para lanche.

Lanche de estrada – 70 lempiras + – U$3,50

Chegamos a San Pedro Sula às 10h.40AM, o assédio de vendedores de bilhete é muito grande, a Hedman Alas, cobra um pouco mais caro, são 360 lempiras, mas os ônibus são mais confortáveis até Copán, quando conseguimos chegar ao guichê da Hedman que fica no nível inferior do terminal o ônibus tinha acabado de sair, voltamos para os guichês que atendem ônibus mais simples e que só vão até Sta. Rosa de Copán, conseguimos sair às 11h.30AM.

Chegamos a Sta. Rosa de Copàn às 1h.50PM, descemos do ônibus na margem da rodovia em meio a banca de frutas, comidas e camelôs. Para chegar à cidade de Copán teríamos de tomar outro transporte, já havia uma van esperando, estava lotada, achamos melhor esperar a próxima, mas ao que tudo indicava estaria da mesma forma. Conversei com o responsável pela “organização da fila de espera” e pedi a ele que disponibilizasse 3 lugares, iríamos tomar um lanche até a próxima van chegar. Em meio a todo aquele caos encontramos uma lanchonete que é um oásis:

 

Cafeteria Santa FéIMG_2322.JPG
3 Avenida 1 Calle – Edifício CITEC – terminal de buses Saida para Santa Rosa de Copán. Fone: 2661.3631
1 café expresso (12) + 1 pastelito de pollo (25) = 37 lempiras + – U$1,85

Voltamos para o estacionamento, nosso lugar estava reservado na van, sentamos e a partir daí começou a entrar muita, muita gente, quando a lotação estava mais do que completa, o motorista deu partida, fez o retorno no outro lado da rodovia e parou novamente para colocar mais passageiros, como se não bastasse aquela coisa surreal, no caminho foram colocando mais pessoas, algumas ficavam em pé entre os bancos e no final as pessoas que foram subindo iam dependuradas na porta, se não erramos na conta estavam ali 26 pessoas, foram 45km. em 2h.30, com o veículo se arrastando, não dava para mexer nem um músculo, tudo estava encaixado.

Neste momento olhei para o termômetro que marcava 45ºC.

Chegamos em péssimo estado às 14h.30 na cidade de Copán.


Van Sta. Rosa de Copán X Copán = 70 lempiras + – U$3,50

    

Distância San Pedro Sula x
Sta. Rosa de Copán = 160km.

Sta. Rosa de Copán x Copán = 45km.

COPÁN

A van parou no portal da cidade, atravessamos a pé e começarmos a procurar um local para ficar, o primeiro hotel que consultamos não tinha camas de solteiro, então resolvemos tentar outro. Como o calor estava forte a Leila ficou com a bagagem e subi a ladeira para tentar outro hotel. O Hotel Acrópolis me pareceu bom, mas difícil de negociar, o preço estava acima da média, mas acabamos nos instalando lá mesmo.

Hotel Acrópolis Maya
1.115 lempiras  / U$55 com 2 camas de casal e 
anexaram uma de solteiro, que na verdade era uma cama de campanha.
diária s/ café da manhã 384 lempiras p/p ou U$35
O hotel é bem localizado, roupas de cama e banho limpas, bom banheiro, ar condicionado, sem café da manhã. Algumas coisas foram incômodas: nosso quarto tinha janela para a rua o que dificultou o sono, a segunda coisa é que não tem pessoal para atender, após pagar adiantado eles fornecem a chave do quarto e você não vai encontrar mais ninguém e finalmente pagamos por uma cama avulsa o que na verdade era uma cama de campanha desconfortável. Como última observação quero registrar que a nota fiscal vem impressa o valor de serviço 16%, mas o dono do Hotel rasurou e colocou 19%, portanto observe a prestação de contas, além disso ele sempre arredonda para maior.
Depois do banho fomos até uma agência organizar nossa viagem para Lanquin na Guatemala no Hotel Hostal Berakah (Agência de Turismo).
Fomos muito bem atendidas, deixamos tudo encaminhado e nos comprometemos passar mais tarde para pegar os vouchers e pagar o pacote. A cidade nos surpreendeu de uma forma muito positiva, pequena, aconchegante, segura, pessoas na praça, artesãos com bancas nas calçadas, vimos até um show de pirofagia. Comemos uma pizza


Pizza Copán

110 lempiras + – U$5,5 p/p

½ queijo e ½ berinjela + refrigerante.

Voltamos ao Berakah, acertamos a viagem para Lanquin:
Descrição do nosso pacote comprado no hostal Berakah.
Dia 25 – Ruínas de Copán  (12h.30PM)x Rancho (Restaurante Surita) – 67,50 lempiras.
Dia 25 – Rancho (Restaurante Surita) x Lanquin – 67,50 lempiras.
Dia 25 – Lanquin – Hostal El Portal – quarto com banho privado – U$15 p/p.
Dia 26 – Tour Semuc Champey.
Hospedagem – quarto com banho privado – U$15 p/p.
Dia 27 – Shuttle Semuc Champey x Antigua – saindo às 8h.AM – U$25

 Compramos algumas lembranças, trocamos dinheiro no caixa eletrônico, andamos pela praça e depois fomos dormir.

25 de Abril – sábado
Como o hotel não tinha café da manhã fomos a uma cafeteria bem próxima.
Comedor e Pupuseria Mary

Após o café descemos a rua empedrada para cruzar o portal da cidade, saímos em direção ao Parque Arqueológico Copán Ruínas, fomos caminhando e chegamos logo que o parque abriu, nossa previsão era ficar até 11h.AM, para depois partirmos para Guatemala.

Parque Arqueológico Copán Ruinasimg_2451

img_2453

Sítio Arqueológico – U$37;
Horário – 8h.AM 5h.30PM

Parque Arqueológico de Copán – Declarado Patrimônio Mundial pela UNESCO em 1980, completado pelo Parque Arqueológico de El Puente, considerado o segundo mais importante em Honduras, aberto ao público em janeiro de 1994. Ao longo do vale se encontram vestígios da civilização Maia que alcançou seu esplendor entre os séc. VI e VII. Para proteger as peças expostas o parque é todo cercado. 
Zona arqueológica Las Sepulturas está a 1km. do Parque;
Sitio arqueológico Los Sapos está a 4km. do sítio principal;
Estellas estão ao longo do vale;
Museu de Arqueologia Maia na Plaza Central de Copán Ruínas;
Museu de Escultura Maia no Parque Arqueológico Copán;
 
Tarifas:
U$15 – entrada do Parque Arqueológico Copán e Sepulturas;
U$ 7  – Museo de Escultura Maia;
U$ 3  – Museo de Arqueologia Maya;
U$15 – Túneis Rosalila e Los Jaguares.
Caso necessite de um guia, procure os autorizados pelo Instituto Hondureño de Antropologia e História, podem ser contratados na entrada do parque. 


 

ZONAS DE INTERESSE (5)


1. Juego de Pelotas – considerado o centro social da cidade. O jogo de Copán é o mais belo e artístico de toda Mesoamérica. Os marcadores são cabeças em forma de araras, instaladas nas paredes inclinadas.












2. Gran Plaza – famosa pelas Estellas e Altares. A maioria das Estellas desta praça foram consagradas durante o reinado do 13º. Rei de Copán entre os anos de 711 e 713. Muitos altares tem forma zoomorfa.










 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 


 
 3. Escada Jeroglífica – esta edificação contém o maior texto conservado da civilização Maia. Foi erigido durante a viência do 15º. Rei conhecido como Humo Caracol e acredita-se ser uma espécie de árvore genealógica da dinastia de Copán, fundada por Yax-Kuk-Mo. Jocely






As 5 estátuas localizadas na escada representam os 5 reis anteriores a Humo Jaguar. Infelizmente não foi possível fazer a sequência na leitura dos glifos, já que alguns degraus se soltaram e saíram da ordem. Este templo possui uma cobertura de lona para proteger os glifos.





4. Acrópolis – dividida em duas grandes praças: Plaza Oriental e Plaza Ocidental. Na Plaza Oriental estão 11 templos construídos pelo último rei de Copán Yax-Pac, esta Plaza foi sua maior obra. Também nesta Plaza está o templo 16 com o Altar Q.





















5. Altar Q –
está totalmente decifrado, representa os 16 integrantes da grande dinastia Yax-Kuk-Mo até Yax-Pac. Um aspecto interessante deste templo é que por algum motivo o templo anterior não foi demolido como era costume. O resultado é que o Templo Rosalila – Templo do Sol – ficou contido no templo maior. 
Museo de Escultura Maia – Em seu interior estão as esculturas que foram resgatadas dentro do sítio arqueológico. Entre elas se destaca a réplica em escala natural do Templo Rosalila, descoberto sob a estrutura 16 em perfeito estado. Outra vista interessante é a fachada do Juego de Pelotas, Estelas e altar.

Museo de Arqueologia – pequeno museu em frente ao Parque Central de Copan Ruinas, tem importante coleção de artefatos retirados da zona arqueológica. Peça importante é a tumba de um escriba que foi encontrada em Las Sepulturas.

Instituto Hondureño de Antropologia e Historia
dentro do Parque Arqueológico Copán Ruinas.
e

Museo de La Escultura de Copán

dentro do Parque Arqueológico Copán Ruinas


 













Los Tuneles – Durante o processo de escavação arqueológica em Copán ficou uma rede de túneis sob o sítio. Estes túneis foram abertos ao público a partir de março de 1999, com autorização do Instituto Hondureño de Antropología e Historia. A visita é limitada a 10 pessoas de cada vez e sempre com guia.
  Las Sepulturas – Esta localizada a 2km. do Parque Central. Tem este nome porque era costume enterrar seus mortos na mesma casa onde habitavam. Hoje sabemos que neste sítio moravam a elite de Copan durante o reinado de Yax-Pac, último rei.
img_2432Nosso próximo roteiro estava tranqüilo, havíamos comprado um pacote até Antigua na Guatemala. Termina1429977913955do o passeio no Sítio Arqueológico tomamos um tuk tuk para chegar mais rápido ao hotel.
Tuc tuc = U$1,00
Saímos de Ruínas de Copán em van com ar condicionado às 12h.30PM com destino a Lanquin  na Guatemala com uma parada na localidade de Rancho para o almoço. Aqui foi o último local em que usamos a moeda Nicaraguense: lempira.
Distância Copán x Lanquin = 375km. (tempo mínimo 7h.)
Primeira parada:
Restaurante Sarita El Rancho
Km. 85. Carretera Al Atlantico, El Rancho, San Augustin Acasaguastlan, El Progresso
Almoço: frango (Q$75,95) + suco de Rosa da Jamaica (Q$17,50) =  93,45 Q$

O agenciador nos informou para almoçarmos com tranqüilidade no Surita porque a van sempre atrasava, fizemos nosso pedido e às 3h.PM, assim que começamos a almoçar chegou o motorista da van completamente desnorteado dizendo que estávamos atrasadas, a van não poderia esperar mais, deixamos nosso almoço e corremos para a van que já estava lotada e logicamente os piores lugares eram os nossos, bancos adaptados no corredor da van fizeram a viagem ser extremamente incômoda, junto conosco estavam alguns americanos e por mais que solicitássemos que eles fizessem um rodízio de lugares eles se faziam de desentendidos. O trecho que fizemos dentro de Honduras foi muito confortável, estávamos sob o contrato da Agência Berakah, à partir do momento em que o serviço foi terceirizado para uma agência da Guatemala o serviço ficou péssimo, portanto se for contratar serviço entre fronteiras veja se é possível verificar o tipo de serviço que será prestado.

                                                    ÁLBUM DE FOTOS

Hostel La Hamaca San Pedro Sula
Hotel e Restaurante César Marisco

  

tuk tuk em Copán
TEMPLO ROSALILA – RUÍNAS DE COPAN
A viagem seguiu rumo a Guatemala…….. próximo post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s