El Chaltén-Argentina

DSCF0957.JPGEl Chaltén foi visitada como complemento do trekking Torres Del Paine – Circuito “O”.
antes passando por Puerto Madryn.
El Chaltén é a cidade mais recente da Argentina. Fundada em 1985 para manter a soberania da Argentina sobre territórios na disputada fronteira patagônica com o Chile, está repleta de mochileiros e alpinistas. As pousadas são básicas e a comida saborosa e calórica, como pede os locais frios e com desgaste físico. A atração fica por conta dos Picos Fitz Roy (3.359m.) e Cerro Torre (3.128m.), ambos com faces verticais cobertas de gelo. 
Os trekkings no entorno da cidade também são bem atraentes e podem ser feitos sem guia.

COMO CHEGAR
O aeroporto mais próximo é o de El Calafate, 200 km ao sul, às margens do Lago Argentino, servido por voos regulares da Aerolineas Argentinas que partem do Aeroparque de Buenos Aires. De El Calafate há um bom número de ônibus que chegam a El Chaltén, via Ruta 40 (a rodovia que corta a Argentina de norte a sul) e Ruta 23.

(domingo)
Ônibus EL CALAFATE x EL CHALTÉN = P$195,00 (saída 13h.) ida

Ônibus EL CHALTÉN x EL CALAFATE = P$195,00 (saída 07h.30) volta.
Taxa de utilização do Terminal = P$5,00
Como tem apenas um horário para voltar o melhor é no guichê do terminal de ônibus já comprar boletos de ida e volta. Tomei o ônibus da Chaltén Travel para El Chaltén às 13h. com tempo estimado de viagem de 3h.dscf0912
Para melhor aproveitar a paisagem o melhor é sentar-se ao lado esquerdo do ônibus e observar os choiques, tatus e guanacos. 
Após 1h.30 de viagem uma parada no Hotel e Restaurante La Leona ao lado do lago Nadma, lanchonete, banheiro e tenda se souvenir.
RESTAURANTE LA LEONA – El Calafate / El Chaltén
Empanada P$15,00 + coca P$20,00  = P$35,00.

Na chegaddscf0977a a El Chaltén há uma parada obrigatória na portaria do parque onde com um rápido bate papo o Guarda Parque informa os cuidados que devem ser tomados dentro do Parque. As trilhas mais curtas são demarcadas e no caso de alguém se aventurar percorrer uma trilha mais longa deverá comunicar na área de recepção do parque seu horário de saída, itinerário e informar sua volta. El Chaltén é uma cidade pequena tipicamente mochileira, resume-se a alguns hostais, albergues, restaurantes e lanchonetes, mas muito simpática e acolhedora. O ônibus faz uma parada na rodoviária e depois segue para deixar mais passageiros no Hostel Rancho Grande.dscf0926
HOSTEL RANCHO GRANDE 
Avenida San Martin, 724 – fone (54) 2962 49-3005
P$130,00/dia (não inclui café da manhã)
Considerações – Quartos com ou sem banho privado. TV na sala de refeições, sala de descanso, computador com pagamento à parte, a conexão é péssima. Conta com agência de viagens, câmbio, depósito para mochilas, café da manhã, lanches e jantar no restaurante. A comida é ótima, farta, mas cara, como sempre está muito frio as pessoas acabam comendo por lá mesmo.
Tem cozinha comunitária, mercado com produtos básicos são encontrados no centro da cidade. Os quartos são mistos, possui locker, leve cadeado. O banheiro é antigo, mas a ducha é muito boa. Não há “toque de recolher” à noite. No andar superior tem uma boa sala com poltronas e almofadas para bate papo, mas geralmente está tomada por hóspedes que resolvem tirar uma soneca fora do quarto e se espalham pelo espaço.


Aproveitei a tarde fazer uma caminhada até alguns miradores. Primeiro o MIRADOR CONDOR dele se tem uma visão de toda a cidade.
DSCF0922.JPG

Mais acima o MIRADOR ÁQUILA com vistas para o lago. Tempo de subida é de 50’ e 40’ para descer. Isto sem contar o tempo em que se permanece para observação. Gostei mais da vista do Mirador Condor voltada para a cidade com as montanhas nevadas ao fundo.
dscf0928
Na volta passei pelo mercado que fica no centro da cidade, vende desde gêneros alimentícios até artesanato.
EL SUPER
Av. Lago del Desierto y Av. M. M. de Guemes
Bolacha salgada+gatorade+2 chocolates+frutas secas = P$58,00.
Caminhei até o final da Av. San Martin para ver como seria a saída para Laguna Torre no dia seguinte. Voltei para o albergue, fazia frio e ventava, resolvi jantar ali mesmo, o cardápio é fixo para cada dia.
RESTAURANTE RANCHO GRANDE
Peito de frango com ervas e molho de mostarda + Arroz = P$80,00DSCF0967.JPG
 água com gás e outra sem gás = P$30,00

Considerações – Meu quarto tinha 2 beliches, havia um brasileiro chamao Felipe e um casal de americanos. O Felipe me informou que o ar estava aquecendo demais, inclusive os americanos tinham tentado trocar de quarto, mas não conseguiram, dormimos com a porta do quarto meio aberta para não passar calor. A noite foi excessivamente barulhenta, alguns hóspedes e entre eles dois brasileiros ficaram bebendo até tarde e embora estivéssemos no andar superior o barulho incomodou muito, só consegui dormir depois das 3h. da manhã.

(segunda-feira)
Acordei cedo, mas não levantei de imediato, fazia frio, olhei pela janela e percebi lá fora o vento muito forte. Aguardei até as 8h. para descer e tomar café continental.

RESTAURANTE RANCHO GRANDE
Suco artificial, tostadas, 2 saches de geleia, 2 saches de manteiga e café = P$40,00
Na recepção troquei U$100,00 = P$850,00 e R$100,00 = P$260,00
Só consegui sair às 9h.40 quando o vento melhorou e saiu sol.
DSCF0936.JPGTomei o caminho da LAGUNA TORRE – 22km. ida e volta. A primeira parada foi no mirador às 11h.10 e cheguei à Laguna às 13h., ventava bastante, esperei acalmar para descer até a margem, pois com as rajadas de vento fiquei com medo de cair. 

Abriguei-me entre algumas rochas e tomei meu lanche, observei a dificuldade das pessoas para se aproximar devido ao vento, uma senhora japonesa chegou a cair. dscf0962
Cheguei ao hostel às 17h.25.

Novamente dei preferência para jantar no hostel, já estava escurecendo e muito frio.      RESTAURANTE RANCHO GRANDEdscf0973
Guiso de lentejas e salada de frutas (em lata) = P$80,00
Mais tarde tomei um chá = R$14,00
Minha passagem de volta estava marcada para o dia seguinte às 13h., tentei trocar para um horário mais cedo e assim aproveitar um pouco El Calafate, a atendente disse que era impossível porque ônibus estava lotado. Fui dormir, mas deixei a mochila preparada.

(terça-feira)
Fui tomar o café da manhã, mas sempre preocupada com o ônibus, assim que encostou fui conversar com o motorista ele disse que se a recepção do hostal fizesse a permuta não haveria problema, tinha poltronas disponíveis, nem terminei meu café, subi no ônibus que saiu as 07h.30.

Parada no RESTAURANTE LA LEONA
Café = P$20,00
Cheguei a El Calafate e fui direto para o Hostel Los Dos Pinos, já pude deixar a mochila no quarto e saí para comer uma pizza e depois descansar para a maratona de Torres Del Paine no Chile. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s