Huacachina

Atualizado 2020, valores podem ter sofrido alterações

OÁSIS DE HUACACHINA

Top-029 (2)Ica
População – 200 habitantes.
Distância de Lima – 290 km., 5h. de ônibus.
Distância de Ica – 3km., 15 minutos de táxi
Distância de Nazca – 150km. (leia o Diário de Bordo)
Este oásis foi formado graças a uma corrente subterrânea de água que gerou o crescimento de palmeiras, eucaliptos e alfarrobeiras em meio ao Deserto da Ica. O local é pequeno, mas tem um clima agradável, pessoas amigáveis e um pôr do sol de calendário. É o único oásis natural da América do Sul e possui uma das maiores dunas de areia do continente. O calor é escaldante e a água da lagoa é impropria para banhos. Reduto de mochileiro e adeptos de passeios de bugies alinhados com sandboard.

A lenda de Huacachina
Diz uma das lenda que a jovem Huacachina lamentando a morte de seu guerreiro chorou sobre o local por vários dias até que se formou o lago, ao sentir-se observada por outro guerreiro jogou-se no lago e quando tentou sair não conseguiu e se transformou em uma sereia. Dizem que em noite de lua cheia ela retorna chorando a morte de seu amado.

Como chegar a Huacachina
Avião? – não tem aeroporto na cidade mais próxima que é Ica. 
Saindo de Lima
Ônibus Peru Hop Bus – faz direto de Lima para Huacachina.

Ônibus Cruz del Sur – confortável, seguro, faz paradas.
Ônibus público – leva cerca de 5h., não é recomendado por pegar passageiros ao longo da estrada, sem identificação, não é seguro. Este ônibus vai até Ica, lá é necessário tomar um táxi até Huacachina, preço médio de S/10 (U$3).
No terminal rodoviário de Ica vários taxistas esperam os turistas para levar até Huacachina.
Top-029Saindo de Nazca (nosso roteiro até Ica)
Fomos em um dodge coletivo, tem vários esperando lotação (lotação mesmo!), na saída de Nazca, são 2h. de viagem outra opção é tomar um táxi.

Onde ficar em Huacachina
Ica tem mais opções, mas em Huacachina o turista encontra hostais baratos e hotéis bem estruturados em meio às dunas.

Hospedaje Del Barco (ficamos aqui)
Localização – Camino a la Huacachina
A hospedagem fica no centro da cidade com muito barulho a noite. A hospedagem não é das melhores, muito simples e a limpeza poderia ser melhor. No hotel já podem ser contratados passeios pelas dunas. Sem reserva não tivemos outra opção, atendimento bom.

13606870_332932277038866_8134995356491784894_n-001Onde comer em Huacachina
A comida em Huacachina não é cara, se você não fizer questão de refeições em estilo gourmet não vai gastar muito.
Resto Bar La Sirena – $ (fizemos refeições nesse local).

Restaurante Mango
Helena Chocolate y Tejas
Restaurante e Pizzeria Venezia
Restaurante Mc Grill

O que fazer em Huacachina
Sandboard

Top-028Inegavelmente a atividade mais popular em Huacachina: passeio de buggy pelas dunas seguido de sandboard. Não é necessário fazer reserva, no calçadão há várias agências de turismo, os carros são adaptados para levar 12 pessoas nesta aventura. O passeio começa com o buggy subindo e descendo as dunas em alta velocidade, depois acontece o sandbord (resumindo: um snowbord na areia), não se preocupe com sua falta de equilíbrio, você poderá ir em pé, sentado ou deitado como em um trenó, não requer muita habilidade, apenas aproveite e deslize por dunas de até 30m. de altura. Prefira fazer o passeio das 16h. para aproveitar o magnífico por do sol.
Top-027Período do passeio – pela manhã às 10h. e a tarde às 16h.
Quanto custa – para um bom passeio S/98 (U$32), tem também uma taxa de S/3,60 (U$1,) para entrar nas dunas. São oferecidas duas formas de passeio: Dune Buggy e Sandboarding Tour.
Top-026Dicas
Não use chinelo a areia é fofa e muito quente;

Leve óculos de sol, a claridade é forte;
Preferencialmente bermuda, os shorts são curtos e a areia gruda nas pernas e fica raspando;
Protetor solar é indispensável;
Pergunte se a agência vai fornecer água durante o passeio, se não for leve sua água.

Diário de Bordo – nosso tour começou às 16h. sandboard. Nos acomodamos na frente, ao lado do motorista e logo sentimos que Huacachina não é só um local de descanso, mas local de muita adrenalina, um sobe e desce constante pelas dunas em mais de 2 h. de passeio incluindo descidas radicais em pranchas de Sandboard. Terminando com um espetacular por do sol entre as dunas. Voltamos para o hotel simplesmente encantadas com nosso dia, tão diferente de tudo que já havíamos feito até então.Top-030

O que fazer à noite em Huacachina
Não há muito o que fazer, a maioria dos locais fecha às 22h.30, muitas pessoas sobem as dunas a noite para fotografar a lagoa, leve uma lanterna para a volta. Se quiser aproveitar um pouco mais vá até Ica que é mais movimentado.

O que  fazer em Ica

Ica está a 3km. de Huacachina, oferece algumas opções de passeios, você pode tomar um táxi ou contratar um tour e inclusive conhecer algumas bodegas.

Pueblo de Cachiche
Distância de Ica – 4km.
Diário de Bordo – fomos com um táxi, ao chegar o perguntou se queríamos parar na Praça das Bruxas, achamos emocionante e concordamos.
Plaza de las Bruxas

1200px-ESTATUA_DE_LA_BRUJA_DE_CACHICHE
No local se reuniam bruxas da região às terças e sextas feiras para realizar seus rituais. Uma das bruxas mais famosas foi Julia Nazaria Hernández Pecho, ficou conhecida por ter curado a gagueira Fernando León de Vivero, que mais tarde se tornou presidente da Câmara dos Deputados. Para mostrar sua gratidão ele mandou erigir uma estátua em forma de mulher com as mãos estendidas em forma de V com uma coruja que significa sabedoria, inteligência e a caveira do mal e feitiçaria, a peça foi esculpida em uma única árvore de huarango. Em 1987 aos 106 anos a bruxa Julia morreu de parada cardíaca. Ainda, de frente para o fundo está uma raiz de palmeira em forma de urso, mas se você olhar do outro lado tem a forma de um elefante. Isso é Cachiche!
Diário de Bordo – A tal Plaza na ocasião tinha um aspecto descuidado com muita areia, árvores secas, bancos quebrados. Descemos do carro e ficamos olhando tudo aquilo. Era só isso? Pelo lado direito saia uma estrada arenosa que provavelmente iria até centro do povoado, pois vimos a torre da igreja. O sol estava forte, fomos andando até o centro, logo passou um táxi com duas passageiras, completamos a lotação e o taxista nos levou de volta até Ica. Conseguimos um mapa e fomos procurar as Tejas Rosalia.

tejas rosaliaTejas Rosalia em Ica
Localização – Calle Ayacucho,309, Av. San Martín 1265.
Local de uma das mais tradicionais tejas (bombons recheados), são pioneiros em tejas artesanais desde 1932.

Diário de Bordo – Não é muito central, já estava quase desistindo quando avistamos o local, a princípio achei que estávamos no endereço errado, era uma pequena porta, balcão antigo de madeira, tímidas prateleiras na parede, mas lá estavam as desejadas tejas, na parede fotos de Dona Rosalia, perto de seus 100 anos. Experimentamos uma pequena teja, manjar dos deuses, quando dissemos que éramos do Brasil, nos ofereceu uma feita de coco, mas gostamos mesmo foi da primeira, pecã glassada. Resolvemos almoçar em Ica, o restaurante Bruxas de Cachiche nos pareceu pitoresco.

 Restaurante Bruxas de Cachiche em Ica
Diário de Bordo – Nova decepção, as Bruxas de Cachiche realmente não estavam a nosso favor, os dois primeiros pratos escolhidos no cardápio estavam em falta, acabamos pedindo alguma coisa básica para comer .

Bodega Vista Alegre – IcaTop-033
LocalizaçãoVictor Manuel Bernales 467,
Horário Atendimento – a partir das 10h.
Os irmãos Picasso chegaram da Itália em 1850 plantaram os  vinhedos e deram início ao vinho fino no Peru. Os vinhedos ocupam 180 hectares. Hoje a Bodega está na 4ª. geração, acompanha por técnicos que se especializaram na Itália, França e Argentina.
Diário de Bordo – Chegamos às 10h.30., eles não cobram ingresso, mas esperam que você adquira algum produto. Atualmente os vinhos são feitos principalmente com uvas Tempranillo, Malbec, Pinot, conhecemos o sistema de moagem, filtração e envelhecimento dos vinhos assim como o processo de fabricação da Cachina e Pisco. Na degustação, o vinho Borgonha foi o que mais nos agradou. Compramos apenas uma sangria, embaladas em caixas tipo tetra pack, com nossas mochilas seria impossível trazer garrafas.

Bodega El Catador – Ica
04
LocalizaçãoFundo Tres Esquinas # 102.
Bodega artesanal El Catador pertence a família Carrasco Gonzáles, que utiliza pequenos alambiques de barro para envelhecimento do vinho, o mosto da uva é destilado à base de lenha. Exibem um agradável restaurante e adega para degustação.
Diário de Bordo – Aqui também ficamos só na degustação. Produzem também sucos, geleias e picles. O passeio terminou às 12h.

NAZCA x ICA x HUACACHINA
Diário de Bordo – Fomos até Ica em um táxi coletivo, um Dodge antigo dirigido por um senhor com mais de 70 anos dirigindo em alta velocidade, não parou nem quando o guarda sinalizou. Ele nos deixou no centro de Ica, entramos em uma lanchonete para nos orientar de como chegar a Huacachina. Um taxista propôs S/10 (U$2,80), não tínhamos rodado nem 100m. quando a Paula percebeu que havia deixado os óculos de grau na lanchonete. Desesperou! Disse para o motorista que precisava voltar, ele disse que teria de acrescentar S/5, ameaçamos descer do táxi, o tal indivíduo tinha a maior cara de safado, disse para ficarmos que cobraria S/12 no total, os óculos estavam no chão da mesa aonde estivéramos. Descemos do táxi em Huacachina e logo um Agente de Turismo se aproximou, informou preços de passeios e nos indicou um hostal, era muito alternativo e caro mas, o tal “acompanhante” insistia, já queria levar nossa bagagem para o quarto, dissemos que iríamos ficar ali, mas que iríamos caminhar um pouco, ele conversou com o gerente do hotel e foi embora. Assim que nos vimos livre dele saímos à procura de outro local, o hotel Hospedaje Del Barco, em frente ao calçadão da lagoa, nos ofereceu um quarto nos fundos, com banho compartilhado, já deixamos combinado com a Buggy Adventure o passeio do dia seguinte, à tarde.
Acomodamos nossas coisas, tomamos banho, fomos caminhar em torno da lagoa, visual muito diferente, impossível imaginar um local daqueles ao lado de uma cidade como Ica. Gente jovem, uma verdadeira cidade balneário, povo simpático e alegre. Jantamos no Restaurante Sirena, S$40 (U$11).

HUACACHINA  x PISCO
Diário de Bordo – Acordamos cedo, tomamos um desayuno, foi o primeiro e último lugar que pedi café puro, consiste em uma caneca de água quente, cheia até a borda e um mísero envelope de café solúvel. Era muito cedo para o passeio pelas bodegas, ficamos tomando sol e esperando a hora passar. Às 9h.fomos para o ponto de táxi pesquisar preços, S/40 (U$12), para visitar 2 Bodegas: uma moderna e uma tradicional, em ambas o passeio é guiado e tem uma taxa de ingresso.

Depois da visita as bodegas pedimos ao taxista/guia que nos deixasse no terminal de ônibus, nosso próximo destino PISCO, 66km. de Ica., nosso ônibus saiu às 13h.

CUSCO

Atualizado em 2020, alguns valores podem sofrer alteração.
Cusco foi nosso local de partida para fazer  a Trilha Inca.
Informações mais detalhadas sobre o país, saúde, documentos, no post de Lima.

CUSCO

Quando ir – entre maio e setembro é seco com temperaturas entre 10ºC a 0ºC à noite. De novembro a março é mais quente, mas chove e isso pode impossibilitar a visita aos sítios arqueológicos.
Quanto tempo ficar – para quem não for fazer a trilha inca, quatro dias são suficientes.
Alta temporada – junho, julho e agosto.
Altitude – 3.400m. a.n.m.
Moeda – A moeda oficial do Peru é o Sol (S /.) Circula em moedas de 1, 5, 10, 20 e 50 centavos, 1, 2 e 5 solados e em notas de 10, 20, 50, 100 e 200 soles.
Cotação do Novo Sol – U$1,00 = S/3,60 (outubro/2020)
Voltagem elétrica – 220 volts, os plugues geralmente são do tipo A, B e C.
Festividade – No dia 24 de junho é comemorado o Inti Raymi ou a Festa do Sol, a festa se divide em três partes: o nascer do sol no templo de Qorikancha, seguida de uma procissão para a Plaza de Armas e no final ocorre uma grande cerimônia em Sacsayhuamán.

Top-006

Como chegar:  Brasil x Cusco
Avião – não há voos direto para o Aeroporto Internacional Velasco Astete (aeroporto de Cusco), é necessário conexão em Lima, depois até Cusco o voo dura apenas 1h. com várias opções de empresas aéreas: Lan, Taca, Peruvian, Star Peru e LCPeru.
Dica – Geralmente os “voos casados” são mais baratos, procure comprar Brasil x Lima x Cusco (ida e volta), se comprar Brasil x Lima x Brasil e depois Lima x Cusco x Lima, provavelmente vai sair mais caro.
Para sair do aeroporto de Cusco até o centro da cidade o melhor é tomar um táxi, não é difícil arrumar alguém para compartilhar. No Peru os táxis não têm velocímetro, confirme o preço com o taxista antes de embarcar, vai custar cerca de S/10 (U$2,80).
Ônibus – empresas: Tepsa (U$65), South Cross (U$87), o trajeto de Lima para Cusco leva 20h., em estrada sinuosa.

inkaexpress (1)Como fomos de Puno a Cusco
Empresa de ônibus Inka Express, valor S/216,80 (U$60,24), tempo aproximado 8h. Apesar de agasalhadas passamos muito frio, compramos bilhete em ônibus com calefação e leito, mas não tinha nenhuma dessas opções, na primeira parada algumas pessoas subiram vendendo mantas, como não sabíamos o que nos esperava não compramos, entrava vento por todos os lados do ônibus e o restante de nossas roupas de frio estavam no bagageiro. Passamos, muito, muito frio.
Chegamos a Cusco às 5h.30 e não tínhamos reserva de hotel, fomos até a Plaza de Armas e começamos a procurar hospedagem.

 O QUE VER EM CUSCO

Boleto Turístico – veja no final do post informações detalhadas

Passeios

Todos os passeios saem diariamente, na baixa temporada só às 3ª., 5ª. e sábado. O preço incluí transporte, guia, ingressos e almoço a parte. A agência www.machupicchubrasil.com.br é brasileira, o que facilita as negociações.

 Valle Sagrado de los Incas

Está composto por rios, vales, monumentos arqueológicos e povoados indígenas:  Chinchero (produção têxtil), Pisac (feira artesanal).  Urubamba (cosmopolita), Ollantaytambo (fortaleza e cultura inca viva), Maras Moray (salinas).
Preço do tour – U$40 a U$80, dependendo do roteiro e número de pessoas no grupo.

Mirador de Taray

Top-009

Excelente localização para observação do Valle Sagrado, rio Urubamba (ou Vilcanota), montanhas, povoados, campos de cultura de milho.
Localização – estrada de vai de Cusco para o povoado de Pisac.
Altitude – 3.200m. a.n.m.

 Complexo Arqueológico de Pisac

Possivelmente foi construído no período do Inca Pachacútec como centro administrativo, nas ruinas estão escadas, aquedutos, portadas, pontes, terraças de plantio e buracos feitos nas montanhas para depositar os mortos mumificados. A arquitetura foi projetada de tal forma a resistir abalos sísmicos. O Complexo se estendem por 4km2.
Altitude – 3.400m. a.n.m.
Como chegar – tour

Top-013

Feira Pisac
Esta feira começou como escambo de produtos entre os habitantes do vale. Atualmente vendem artesanato principalmente têxteis e souvenires para turistas. Pechinchar sem desvalorizar o produto é válido, o desconto pode chegar 20%.
Não compramos nada porque o motorista nos disse que nas outras paradas teríamos feiras melhores, o que não correspondeu com a verdade.
Como chegar – tour

Sítio Arqueológico Intihuatana

Top-014Intihuatana no idioma quéchua significa “onde se amarra o sol”. A pedra marca as estações do ano por meio da projeção de sombras na parte superior do monumento, o gnômon. Também marca os equinócios, dias do ano em que dia e noite têm exatamente a mesma duração – início do outono e início da primavera.
Como chegar – tour

OllantaitamboTop-012

No sítio arqueológico de Ollantaitambo acredita-se que 400 homens trabalharam ali durante 70 anos. São 257 degraus para chegar ao alto e Ollantaitambo significa “lugar para se olhar para baixo”. O povoado fica perto das ruinas, tem posição estratégica perto de Águas Calientes, são ruelas pedregosas, mulheres com trajes coloridos e atende as necessidades dos turistas com feira de artesanato.
Como chegar – tour.

Chinchero Templo Colonial

Chinchero-Waman-Adventures-002Conhecido também como Nuestra Señora de Montserrat ou Nuestra Señora de la Natividad foi levantada sobre a base do antigo Palácio do Inca Túpac Yupanqui. A torre do campanário apresenta janelas de meio ponto, teto com telhas, em sua parte central está uma cruz. Aos domingos no pátio em frente a Chinchero funciona uma pequena feira de artesanato.
Localização – distrito de Chinchero, província de Urubamba.
Horário – das 7h. às 18h.
Como chegar – tour

Sítio de Saqsaywaman

sacsayhuamanFoi uma antiga fortaleza que os espanhóis imaginaram servir para fins militares devido sua grandiosidade. A primeira parede é feita por rochas de 90 a 125 toneladas de peso, para acessar o interior era necessário passar por três portas, foi a maior obra arquitetônica construídas pelos incas durante o apogeu do império. Funcionou como centro cerimonial sagrado e de estudos, era chamado de “Casa do Sol”. Começou a ser construída por Pachacútec no séc. XV e terminou durante o governo de Huayna Cápac no sec. XVI.
Altitude – 3.650m. a.n.m.
Como chegar – tour

morayMoray sítio arqueológico

Nesse local os incas aproveitaram a depressão do terreno para construir terraças. Acredita-se que em cada terraça a temperatura era diferente e aproveitavam essa diferença para fazer experimentos alimentícios, principalmente batatas.
Dica – Para quem tem dificuldade de locomoção não é um passeio recomendável já que para chegar ao ponto central é necessário utilizar degraus estreitos e mais altos do que o comum.
Localização – 2km. ao norte de Cusco.
Horário de visitação – de segunda a domingo das 7h. às 18h.
Como chegar – tour ou caminhando

Laguna Humantay

Acesso pode ser feito através de trilha, tem aproximadamente 7km ida e volta e o objetivo é alcançar a lagoa que apresenta águas com vários tons de azul e verde.
Como chegar – tour ou caminhando pela trilha

NA CIDADE
 Plaza de ArmasTop-005

Chamada pelo incas de Huacaypata, em quéchua “lugar de lamentos”, aqui se realizavam cerimônias sagradas e no seu entorno foram construídos os palácios de Pachacutec, Huayna Capac, Sinchi Roca, Wiracocha, Tupac Yupanqui e Wiracocha Inca. Após destruí-los, sobre suas bases os espanhóis construíram edifícios religiosos. Nesta praça o colonizador espanhol Francisco Pizarro tomou a cidade dos incas e declarou a conquista da cidade.
A praça está sempre frequentada por turistas e locais, durante o dia e a noite.

Catedral de Cusco

06Construída entre 1560 e 1664 com blocos de pedra trazidas de Sacsayhuamán. Possui um estilo renascentista que contrasta com o barroco e plateresco de seu luxuoso interior onde se preserva uma das mais significativas amostras da ourivesaria da arte colonial, altares em madeira, móveis talhados em cedro e amieiro e telas. Possui casa capitular, três naves, sacristia, dez capelas laterais, coro, púlpito, altares. Na Catedral de Cusco está o sino de María Angola, que pesa seis toneladas e tem 2,10 metros de altura. É considerado o melhor sino da América do Sul por suas dimensões e vibração metálica.
Dica – Observe a “Última Ceia” de Marcos Zapata, em que o prato principal é o porco-da-índia assado.
Localização – Cruzamento das Calles Triunfo e Cuesta del Almirante – Plaza de Armas
Entrada – S/25 soles (U$7). Para visitar de forma gratuita vá aos domingos.

 Pedra de 12 ângulos

Top-007

A pedra dos 12 ângulos considerada Patrimônio Cultural da Nação do Peru, é um bloco de pedra da cultura inca que faz parte da sede do Palácio Arquiepiscopal de Cusco que serviu como residência do Inca Roca. Aparência almofadada seus 12 ângulos se encaixam de forma precisa e justa, é um ponto de atração em Cusco, sempre vai ter alguém vestido a caráter para posar com você em uma foto e cobrar alguma taxa.
LocalizaçãoRua Hatun Rumiyoc

 Igreja de San Blass

06-001Datada de 1563, é uma das igrejas mais antigas de Cusco, base construída em blocos de adobe e pedra, fachada simples e amplo portão em forma de arco, planta em cruz latina e nave única, interior barroco. Pinturas e imagens religiosas se alternam nos nichos. A principal atração desta igreja é o púlpito de talha datado da segunda metade do século XVII.
Dica – Aproveite a visita para percorrer o bairro que alberga vários espaços com obras de arte.
Localização – Plazoleta de San Blás, Bairro de los Artesanos

Museu de Arte y Monastério de Santa Catalina de Siena

06-002Nos tempos dos incas recebia o nome de Acllawasi ou Casa dos Escolhidos. Nele foram confinadas as mais belas mulheres do império, algumas das quais deviam se dedicar ao culto do sol e outras a serviço do Inca, ao trabalho têxtil e à arte culinária.
Arquitetura colonial, remete às últimas etapas do Renascimento, com arcos de estilo romano. Possui pinturas da escola de Cusco dos séculos XVII e XVIII, enormes tapeçarias da época colonial.
Localização – calle Sta Catalina Angosta 401.
Horário – segunda a sábado das 8h. às 17h.30 e domingo das 14h. às 17h.
Preço – Adultos S/8 (U$2,25),

QoricanchaTemplo del Sol

coricanchaQoricancha era um espaço imenso que abrigava muitos templos, durante a ocupação espanhola ele foi quase que totalmente destruído, suas bases foram aproveitadas para construir a Igreja de Santo Domingo, mas ainda é possível visualizar algumas ruinas dos templos.
O Templo do Sol era o templo principal (ocupava mais da metade da atual Igreja de Santo Domingo), dentro deste templo foram encontrados os corpos embalsamados dos filhos do Sol sobre cadeiras e mesas de ouro, as paredes eram revestidas com placas de ouro, havendo um disco representando a figura do Sol de uma placa de ouro mais grossa. Outras edificações que ali estavam: Templo da Lua, Templo de Illapa ou Chucki lllapa, Templo K’uychi ou Arco-Íris, Inti Pampa, Jardim Solar, Fontes (5)
Ingresso – S$10 (U$2,80), não incluso no bilhete turístico.
Localização – Plazoleta Santo Domingo

Casa do Inca Garcilaso de la Vega5cc0c447b95d5

Foi construída sobre uma parede inca e tem características inca e espanhola. Seu amplo portal deveria ter sido usado para trânsito de senhores em seus cavalos. A casa se desenvolve ao redor de um pátio central, com quatro pavilhões que se comunicam entre si. No local funciona o “Museu Histórico Regional de Cusco” com relíquias do período pré-incaico: cerâmicas, pinturas, metais, tecidos. Garcilaso de la Vega, mestiço,  nasceu em Cusco, foi escritor e pesquisador da história local.
Localização – na esquina das ruas Garcilaso e Heladeros.
Entrada – incluída no boleto turístico

Centro Artesanal de Cuscocentro artesanal

Local que reúne um pouco de tudo aquilo que os turistas procuram: tecidos, sapatos, bolsas, joias, pinturas e cerâmicas.
Dica – eles pedem um preço mais alto porque sabem que o turista vai pechinchar.
Localização – Encontro da Av. El Sol e Tullumayo

 ONDE FICAR

Diário de bordosem reserva, chegamos às 5h.30 e começamos a maratona: na Calle Canchipata o Hotel Portal era muito longe, nesta rua percorremos mais uns três locais. Na Calle Palácio o Los Viajeros era um cubículo sujo nos fundos do hotel. Voltamos para a Plaza de Armas, fomos para um beco que a princípio havíamos achado perigoso, mas que agora que o dia estava claro, havia mudado de aspecto, Calle Suécia, Hotel Suécia I

 Hostal Suécia 1 B&Bhostal suecia
Casa restaurada do século XVI, colchões bons, toalhas, banheiro compartilhado, internet, a 100 metros da Plaza, lavanderia ao lado. Acredito que foi o hotel e banheiro mais limpos que encontramos durante toda a viagem. Atendimento familiar, todos muito gentis. Inclui café da manhã, guarda de equipagem. Aquecimento mediante solicitação S/10 (U$2,80), dia. Traslado aeroporto S/25 (U$7), por táxi.
Localização – Calle Suecia, s/n.
Preço – S/180 (U$50)

 ONDE COMER

Qucharitas
Qucharitas

Pratos rápidos e sorveteria. O sorvete é excelente e não é caro, você escolhe os sabores, pode acrescentar frutas e o sorvete é preparado na hora em uma chapa congelada. Tem wi-fi
Dica– experimente o sorvete de coca.
Localização– Procuradores 372
Horário – aberto até 22h.

 Restaurante Mamá Simona
Menu de S/15,00: uma entrada de pisco sour ou vinho, torradas, molhos de alho e pimenta, sopa (choclo, tomate, verduras, frango ou champignon), carne de alpaca com tomate, pepino e fritas, refrigerante, suco ou chá.
Localização – Calle Ceniza 364, San Pedro quarter

IncantoIncanto
Se não fizer questão de comer a gastronomia peruana o Incanto serve comida italiana de ótima qualidade, pizza, nhoque (S/28, U$7,80) , canelone. No jantar tem música e o lugar fica cheio e animado, o forno é no meio do restaurante.
Localização – Santa Catalina Angosta

Limo Peruano Nikkei
Se gosta de culinária japonesa o Limo é uma ótima pedida. Interior um pouco sofisticado, comida boa, o custo não é baixo, mas em Cusco é assim!
Preços – Sashimi de S/7 (U$1,95) a S/89 (U$25), Nigiri S/8 (U$2,20). Moriawase S/85 (U$23,60) a S/124 (U$35), Temaki S/17 (U$4,80).
Localização – Portal de Carnes 236, Piso 2, próximo a Catedral.
Horário – segunda a domingo das 11h.30 às 23h.

mama africaMama Africa
Tradicional e animado é o local de encontro dos mochileiros a noite para dançar e tomar um pisco sour. Danceteria com DJs, música eletrônica, reggae e funk.
Localização – Portal de Panes, 309, Terceiro Piso.

Ukuku’s Barmachu-picchu-coctel
Também bastante animado, mas o foco são shows variados com música andina, rock, jazz e salsa.
Dica – tome um Green Devil (suco de e Curaçau blue) ou Machu Picchu (Pisco, Hortelã, Grenadine, Suco de laranja, Cubos de gelo).
Localização – Plateros 316, Cusco.

BOLETOS TURÍSTICOS

Bastante divulgado em Cusco e indicado pelas Agências de Turismo, eu particularmente não acho vantajoso, as atrações estão distribuídas em 4 tipos de boletos e sempre vai ter atrações de pouco interesse em cada circuito, além disso as boas atrações não estão inclusas nos boletos, são pagas à parte. O boleto não inclui transporte e guia. Observando o que cada boleto oferece você vai ver que em cada um deles não vai visitar todas as atrações e terá de comprar o Circuito Geral para visitar um pouco de cada, vai sair mais caro.

CIRCUITO GERAL  (inclui os Circuitos 1,2,3)

Circuito 1: Sítios Arqueológicos próximos a Cusco
Saqsayhuamán
Q’enko
Puka Pukara
Tambomachay

Circuito 2: Circuito Turístico de museus
Museu de Arte Contemporânea
Museu Histórico Regional
Museu de Arte Popular
Museu do Sítio de Qoricancha
Centro Qosqo de Arte Nativa
Monumento ao Inka Pachacuteq
Pikillaqta
Tipón

Circuito 3: Sítios Arqueológicos do Valle Sagrado de los Incas
Ollantaytambo
Moray
Pisac
Chinchero

TARIFÁRIO DO BOLETO TURÍSTICO
General (3 circuitos) – S/130 (U$36)
General (3 circuitos) – S/70 (U$20)
Circuito 1 – S/70 (U$20)
Circuito 2 – S/70 (U$20)
Circuito 3 – S/70 (U$20)

Validade
O Boleto Turístico é válido por 10 dias a partir da data de compra e só pode ser usado uma vez em cada atração, além de ser nominal e intransferível.

Bilhete do Circuito Religioso (CRA)
Catedral,Templo de San Blas,
Museu Arcebispal
Templo de San Cristobal.

Tarifário do Circuito Religioso
Estudantes pagam metade do valor, os ingressos também podem ser adquiridos individualmente em cada local.
Boleto Integral – S/30 (U$8,50)
Boleto Catedral – S/25 (U$7)
Boleto San Blass – S/10 (U$2,80)
Boleto Museo Arzobispal – S/10 (U$2,80)
Boleto San Cristobal – S/10 (U$2,80)

 Onde comprar sem taxa extra:

COSITUC – Comitê de Serviços Integrados Turísticos e Culturais de Cusco (visite o site).
Localização – Av. El Sol, 103

DICAS IMPORTANTES

Leve
Roupas de frio,
Protetor solar,
Hidratante labial e corporal para viagens em período seco,
Repelente

Providencie
Seguro saúde não é obrigatório, mas é recomendável, você pode passar mal com a altitude (soroche), alimentação e caminhada já que elas serão a mais de 3.400m.a.n.m. com subidas árduas.
Um guia é importante para conhecer os sítios arqueológicos, eles sabem mais do que muitos guias escritos.

Vacinas
Vacina da Febre Amarela é obrigatória, mas nem sempre eles pedem o Certificado Internacional de Vacinação, mas leve! Para quem vai a Cusco não é necessário, mas recomendável proteção contra: Malária, Febre Tifoide, Dengue, Tétano, Hepatite A, Hepatite B (adolescentes e adultos) e Vacina Contra a Raiva.