Cataratas Iguazu, Minas Wanda, Ruínas Jesuíticas San Ignácio Mini

DIÁRIO DE BORDO
A íntegra desta viagem está no post “Brasil” –
“Foz do Iguaçu, Vila Velha, Minas Wanda, Ruínas Jesuíticas San Ignácio Mini.

ARGENTINA

Cataratas Iguazu

 

img_377130/agosto/2015 (domingo)
O ingresso só pode ser adquirido em pesos argentinos, assim como o pagamento do estacionamento na saída do parque. Neste dia o peso estava 0,25.

Cataratas Iguazu Parque Nacional Iguazú

Av. Victoria Aguirre, 66 – Misiones tel.(03757) 420722 / 423252 / 420382http://www.parquesnacionales.gov.ar

Ingressos no parque 2 pax x P$200,00 = P$400,00 = R$100,00
Inclui trem interno: a cada 30’ – até às 17h.30.
Serviço: 8h. com última entrada às 15h.,  e retorno às 17h. Fechamento do Parque às 18h.
Estacionamento = P$70,00 = R$17,50

O passeio as Cataratas do lado argentino é longo, o ideal é levar água e lanche, lá eles exploram o turistas com os preços, um refrigerante chega a custar R$12,00.
Leve: filtro solar, boné, tênis (não vá de chinelo), câmera fotográfica. Se levar lanche deixe para comer durante o trajeto no trem, assim não será incomodado pelos quatis. Não é necessário capa de chuva leve.
Importante – não alimente os animais silvestres que vivem no entorno como coatis, urracas e lagartos, são potencialmente agressivos.

Como Chegar:
Transporte público
– Para quem estiver sem carro pode contratar uma agência ou ir com o ônibus internacional que sai ao lado do TTU e custa R$5,00, mas vai só até Puerto Iguazu, lá é necessário tomar o ônibus da empresa El Práctico que transita a partir das 7h.10, cada 20’, para ir até o Parque Iguazu. Outra opção é tomar um ônibus no TTU de Foz do Iguaçú, na Ala 02 n.103 e ir até o Marco das Três Fronteiras, o primeiro sai do TTU às 07h.30 e chegando a Puerto Iguazu tomar um micro que leva até o Parque, para voltar o último ônibus sai às 19h.50, com uma freqüência a cada 20’.
No portal do parque estão funcionários orientando,  guichês para compra de ingressos, sanitários e dentro do parque também há vários pontos de informação além da sinalização. Existem guias habilitados, mas não é necessário. Basicamente são 3 opções de passeios, com variantes de escadas ou rampas, isto me pareceu bastante cuidadoso com cadeirantes que podem apreciar os  saltos nas mesmas condições das pessoas que estão caminhando. As passarelas são de metal e a maioria suspensa. Fizemos este passeio em 5h.30.
Após passar pelo portal está a primeira estação de trem, a Estação Cataratas, os vagões possuem laterais abertas, bom para quem não quer caminhar muito, optamos por fazer a trilha curta caminhando. O acesso aos trechos de trem já estão incluídos no ingresso do parque. Só tomamos o trem na estação Garganta do Diabo para ver a catarata, e mesmo assim após desembarcar ainda tem um trecho a ser caminhado sobre passarelas.

Trem de las Cataratas – O serviço de trem sai da Estação Central cada 30’, faz o trecho Estações Cataratas e Garganta (ida e volta).img_3789

Circuito Inferior – grau de dificuldade fácil – 350mt. –  ideal para começar o passeio, não tem tantos atrativos. Saltos: Alvar Nuñez, Chico, dos Hermanas.

Salto Alvar Nuñez

img_3717
Salto Chico

Circuito Superior – grau de dificuldade fácil – 750mt. – começamos pela longa porque achamos que após este percurso seria melhor fazer a curto, no entanto, não aconselho. A curta não é tão atraente visualmente, e fica até monótona depois de visitar a longa com os Saltos: dos Hermanas, Bossetti, Adán, Eva, Bernabé Mendez, Mbiguá,

img_3711
Dos Hermanas
img_3730
Bossetti
img_3744
Mbiguá

Garganta del Diablo – o passeio começa na Estação Garganta del      Diablo, tem banheiro e lanchonete, no entanto, fica complicado tomar lanche ali, os quatis atacam para roubar comida, pessoas que estavam com lanche em sacolas plásticas tiveram elas rasgadas pelos bichos na tentativa de levar a comida. Vai haver fila para este passeio, o trem leva em média 150 pessoas a cada viagem. Chegando ao destino o visitante segue as indicações de sinalização das placas, as pontes suspensas são seguras, com corrimão. No trajeto podem ser observadas algumas aves, tartarugas e peixes, ao longe já se avista o vapor d’água que sobe da queda d’água. Ao se aproximar o barulho faz perceber a proximidade da queda. Uma visão bem diferente daquela vista do lado brasileiro, a plataforma chega muito perto de onde a água despenca com uma força incrível, nem é possível ver até onde ela vai, a água cai com tanta força que provoca uma elevação de vapor que age como uma fumaça. É fantástica esta observação da força da natureza, nos sentimos muito fracos diante disso. A passarela vai estar cheia, cada “fotógrafo” querendo registrar o melhor ângulo e vários selfies.
img_3776

Isla San Martin – o acesso é feito no embarcadouro do Passeio Inferior. Desaconselhável para crianças e idosos, depende das condições climáticas e não tem sanitário ou local para compra de água ou alimento. Duração: 2 horas. Se as condições estiverem favoráveis a primeira saída é às 9h.30 e a última às 15h.30. Retorno da ilha às 16h.30.

Sendero Macuco – trilha com 7km. (ida e volta), ideal para caminhada agreste auto-guiada.

Centro de Visitantes “Yvyrá Reta” – são objetos, ilustrações e fotos sobre a fauna, flora e cultura o local. Duração 20’.

Além desses passeios o parque conta ainda com guias de turismo, fotógrafos, excursões náuticas, safári fotográfico em 4×4, passeio com lua cheia até a Garganta do Diabo, Alojamento em hotel 5 estrelas, restaurantes, lanchonetes, lojas de artesanato.

Duty Free Shop
Na fronteira Brasil/Argentina, um duty free e shopping com grandes marcas como Nike, Givenchy, Mac, Yves Saint Laurent e Dior. O local não é muito grande, mas é bastante confortável e bem montado. Aceita real, dólar ou peso argentino, o melhor é comprar em peso argentino desde que leve a moeda já trocada em alguma casa de câmbio no Brasil, geralmente a cotação é melhor.
Como chegar – as agências de turismo cobram R$25,00 para levar a partir das 18h.30 e retornar às 21h. Com carro próprio Ruta Nacional 12 km 1645,5, 3370 Puerto Iguazú, Misiónes, fronteira Argentina.

31/agosto – 2015 (segunda)

Foz do Iguaçu x Colônia Wanda, Misiones = 62km.
Colônia Wanda, Misiones x Puerto Rico, Misiones = 122km.
Puerto Rico, Misiones x Ruinas Jesuíticas San Ignácio, Misones  = 76km.
San Ignácio, Misiones x Bernardo de Irigoyen, Misiones = 269km
Bernardo de Irigoyen x Guarapuava = 301km.

Levantamos às 06h.30 e às 07h.30 já estávamos saindo do hotel Os trâmites na aduana foram tranquilos. Para quem vai seguir viagem pelo interior da Argentina recomendo pedir o Formulário de Imigração (o mesmo que fornecem nos voos), não nos deram, não pedimos e quando fomos sair do Brasil por Bernardo de Irigoy, tivemos problemas por não portar este documento, por pouco não fomos multados.
Levamos alguns pesos em separado, porque fomos informados que possivelmente seriamos abordados por guardas que pediriam propina. Não ocorreu na ida, mas não escapamos na volta.img_3681

Para circular em carro particular na Argentina é preciso:

  • Carta verde;
  • Cambão;
  • Lona preta;
  • Caixa de primeiros socorros;
  • Trafegar com meia luz acesa;
  • Alguns locais citam a necessidade de um adesivo marcando 110km., mas atualmente não é necessário.

Documentos pessoais  para entrar na Argentina:
Carteira de Identidade original emitida com o prazo máximo de 10 anos ou  Passaporte com validade vigente. Somente a CNH é aceita apenas a um raio de 30km. da fronteira Argentina;
Menores de 18 anos além dos documentos acima, também devem portar uma autorização dos pais, se estiverem viajando sozinhos. Caso estiverem com apenas um deles é necessário autorização do outro;
Menores de idade portadores do novo passaporte azul deverão ter também em mãos a Carteira de Identidade, pois o novo passaporte não registra filiação do viajante;
 No caso dos menores com mãe ou pai falecido deverão portar atestado de óbito original;
Não são aceitos: documentos funcionais, ou emitidos por classes laborais, ex. OAB, CRM, CREA, Militares, etc.

Nosso roteiro dentro da Argentina foi até Itá Ibaté, para fazer pesca esportiva, omiti este trajeto e descrevi apenas a parte turística.

A primeira parada foi 55km. a frente de Puerto Iguazu, na Cia. Mineradora Wanda. Para chegar até lá basta entrar à esquerda quando chegar à cidade de Colônia Wanda, a mina fica no sentido contrário à entrada da cidade, zona rural, mas não é distante.

Cia Mineradora Wanda

img_3800

2px x R$50,00 = P$100,00 x 0,25 = R$25,00
gorjeta para o guia P$20,00 = R$5,00img_3796

O local é bem preparado, restaurante, sanitário e loja. Ao chegar o receptivo já informa o valor do passeio que é feito obrigatoriamente com guia, o trabalho dele já está incluso no pagamento, você vai ouvir além das informações ele se manifestando o quanto ficaria grato com um pagamento extra (lembre-se que ele já recebe da mineradora para prestar o serviço). Nosso guia foi excelente, como não fazíamos parte de um grupo tivemos um guia exclusivo que nos levou primeiramente para uma área aberta e depois para o interior da mina, passando por vários lugares com pedras ainda incrustadas nas paredes.
O passeio é bem interessante, principalmente para quem pega um guia como o nosso que explanou muito bem e respondeu a todas as perguntas. No final do passeio está a loja da mina, em um ambiente comum estão semi jóias a partir de R$18,00 e em uma sala restrita em que só se tem acesso com uma vendedora estão as peças mais caras, a partir de R$150,00 as mais simples. Para quem está com tempo ainda tem mais dois espaços a serem visitados, mas não são atraentes.

Só observei uma falha, o fato de não fornecerem capacetes para os visitantes, em outras minas que visitem havia este item acrescido de um protetor de cabelos descartável. Aqui seria interessante porque o teto é baixo.
Leve: câmera fotográfica, tênis (não vá de chinelo), o piso da mina está coberto por pedras ponte agudas. Na loja aceitam pesos, dólares e cartão de crédito.
Seguimos viagem parando para almoçar.

Chuimg_3827rrasqueria Matias
Ruta Nacional 12 – km.
1471 – Puerto Rico – Misiones – Argentina
O local é estratégico para quem está indo em direção a Corrientes, é uma parada tradicional para grupo de pescadores, então se você chegar no mesmo horário que o ônibus deles provavelmente vai demorar um pouco para ser servido. Sistema self service, são 20 pratos entre frios e quentes, nada de muito especial. A carne vem em rodízio servido aos pedaços em uma bandeja (não servem em espeto), na ocasião achamos que estava já havia passado ponto ideal, serviram um chouriço que particularmente não gostei, além de estar frio. Não aceitam reais para pagamento.

Pedágio Ruta Nacional 12 – km.1551. Eldorado x Misiones
P$8,00 x 0,25 = R$2,00

Pedágio Ruta Nacional 12 – km.1375. Sta. Ana Misiones
P$8,00 x 0,25 = R$2,00

Ruínas Jesuíticas de San Ignácio Mini

img_39102 pax x P$130,00 x 0,35 = R$91,00
Ao chegar às ruínas estávamos com poucos pesos e a alternativa foi trocar em um restaurante em frente ao parque que nos cobrou a exorbitante taxa de conversão em 0,35, sendo que o normal seria 0,25, mas não tínhamos outra saída.
As ruínas são simplesmente maravilhosas, um lugar que não deve deixar de ser visitado para quem estiver viajando nas imediações.
img_3917
As Ruínas Jesuíticas Mini se desenvolveu ao redor de uma praça central onde se distribuíam: igreja, casa dos padres, cemitério, vivendas e cabildo. As construções foram montadas em grandes pedras de arenito vermelho, os detalhes das esculturas talhadas nas pedras são de um barroco feito por indígenas.  Foi declarada Patrimônio Mundiais da Humanidade pela UNESCO em 1984. Um guia pode ser interessante, mas não necessário caso tenha uma pouco de conhecimento sobre a história, há várias placas com identificação.

Cada grupo familiar cultivava uma parcela de terra particular (abambaé: coisas dos homens) e outra comunitária (tupambaé: coisas de Deus).  Os homens faziam os trabalhos rurais de carpintaria, ferragem, arte e artesanato, eram os mestres de ofícios. As mulheres cuidavam das crianças, cozinhavam, fiavam, teciam e faziam os trabalhos domésticos. Todos participavam dos trabalhos artísticos e religiosos. Com o arrecadado no tupambaé sustentavam as mulheres sozinhas, gastos da igreja, educação e expressões culturais.  O traçado urbano partia de uma cruz, em seu centro estava o coração da praça. Na lateral esquerda da igreja estava a residência dos padres, colégio e oficinas. Ao lado direito da igreja estava o cemitério. No entorno da praça as vivendas, o cabildo, e terras de cultura.
img_3919

Saímos das ruínas às 11h.40, seguimos viagem. Paramos para colocar combustível na cidade de Jardin América, onde havia um posto Shell.

Combustível P$793,00 x 0,30 = R$237,90

Estávamos comentando sobre o fato de não ter ocorrido nenhum tipo de parada para pedir propina (tip), quando um guarda fez sinal para pararmos, encostamos e ele “afirmou” que a luz da camionete não estava acesa, meu marido explicou que tanto estava acesa que o botão estava acionado, desceu para verificar, testou e tudo funcionando perfeitamente, o guarda então disse que não tinha jeito, teria de lavrar uma multa. Meu marido perguntou como poderia fazer para evitar esta multa, então veio a tão esperada resposta: o suficiente para um café ou refrigerante e por R$5,00 foi “comprada” nossa multa.

BRASIL

Saímos da Argentina por Bernardo de Irigoy sem nenhum questionamento, mas …..ao passar pela aduana do Brasil fomos barrados por não portar o Formulário de Imigração que deveria ter sido fornecido pela aduana em Foz do Iguaçu, abriram a camionete para uma revista, precisei abrir mala (fui questionada até sobre medicamento de uso contínuo), desencostar banco, maleta de máquina fotográfica, enfim o que esperava acontecer na aduana da Argentina aconteceu no Brasil e para finalizar queriam aplicar uma multa pela falta do documento de identificação que não tínhamos recebido, depois de muita conversa conseguimos nos livrar da tal “multa” e seguir viagem.

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s