Jalapão com João Pedro

                                     O JALAPÃO É BRUTO? SÓ PARA OS FRACOS!

IMG_250x.JPG

63.jpgComo chegar a PalmasO Aeroporto Brigadeiro Lysias Rodrigues (PMW), em Palmas recebe voos diretos das cidades de São Paulo, Brasília e Goiânia. Quem chega de outras regiões terá que fazer ao menos uma conexão para chegar à capital do Tocantins.

Como chegar ao Jalapão Não há aeroportos para voos comerciais no Jalapão e a única maneira de chegar à região é por via terrestre. O asfalto vai de Palmas até Ponte Alta do Tocantins, de onde o trajeto segue em estrada arenosa, veículo com tração nas quatro rodas se torna obrigatório. Para visitar as atrações você pode ir por conta própria e alugar um carro 4×4, ainda ir por conta própria e contratar um guia e carro 4×4 ou através de agência de turismo.

Agência de turismo – fomos com a Korubo e indico essa agência para quem vai com crianças e/ou queira um pouco mais de conforto e comodidade. A desvantagem é que você não faz todo o circuito, como por exemplo entre os vários fervedouro, então você só vai conhecer o Fervedouro Soninho que tem a vantagem de ser particular e você não vai precisar enfrentar fila para entrar e o Fervedouro do Ceiça.

Quando ir – a estação seca vai de maio a setembro e a estação chuvosa de outubro a abril.

Clima – a variação de temperatura durante o ano é pequena, sendo a máxima entre 30°C e 38°C e mínima entre 15°C e 20°C. O calor é constante na região e mesmo durante o período de chuva o sol não deixa de aparecer.

Vacinas – para qualquer lugar das regiões Norte e Centro-Oeste recomenda-se a vacina contra febre amarela, com antecedência de 10 dias antes da viagem.

AGÊNCIA OU POR CONTA PRÓPRIA?
Diário de Bordo
– como fomos em 2 adultos e 1 criança de 10 anos achamos mais assertivo fazer com a Korubo. Em outra ocasião fiz com guias locais, segue as duas experiências.

KORUBO Safari Camp
A Kokubo funciona como uma espécie de safári, o acampamento fixo fica próximo à cidade de Mateiros e é o único sistema de hospedagem desse tipo no Jalapão: contato com a natureza, experiência de acampar com infraestrutura completa. As tendas fixas são montadas sobre plataformas de madeira, com cama, sanitário e pia dentro da barraca. Os chuveiros com água quente são compartilhados (masculino e feminino), construídos em alvenaria na área externa que conta também com alguns sanitários. As barracas foram instaladas sob as árvores, mas durante o dia o calor é intenso, mas eles construíram um redàrio à beira do Rio Novo. O refeitório é amplo com mesas coletivas. A aparência “rústica” é bem confortável. O tour é mais limitado se comparado às agências que às vezes hospedam cada dia em uma cidade diferente para abranger mais lugares. jocely           jocely          jocely          jocely          jocely

Pacotes Koubo – 6 dias e 5 noites ou 6 dias e 7 noites. Nos dias de acampamento está incluso: café da manhã, almoço, jantar, lanches de trilha, sucos e água filtrada/tratada própria da região e não inclui bebidas alcóolicas, refrigerantes e água mineral (copo/garrafa). Nosso pacote de 6dias x 7noites: R$2.680,00 por pessoa x 3 = R$8.040,00. (Inclui 2 pernoites no Hotel Girassol Plaza em Palmas e 5 noites no acampamento Korubo).
Acomodação – tendas para 2 pessoas ou familiares para até 4 pessoas, neste caso informe com antecedência.
Fumantes – não é permitido fumar no veículo, nem dentro das tendas por motivo de segurança.
Energia – não há energia elétrica, as tendas são providas de lâmpadas de led abastecida a energia solar.
Celular – não há sinal, em alguns pontos eventualmente pode haver um fraco sinal da Oi ou Vivo, Tim não tem sinal. Na passagem por Mateiros é possível algum sinal.
Telefone via satélite – o Globalstar só é acionado em casos de emergência. Deixe com seus familiares o telefone da Korubo para o caso de alguma emergência: Korubo (11-4063-1502).
Baterias de câmeras – para carregar a bateria o uso é limitado ao horário de funcionamento do gerador. Fica como sugestão levar bateria extra.

1º dia (Sexta)
Roteiro
Chegada em Palmas, traslado aeroporto para o Hotel Pousada dos Girassóis (28 km em asfalto), para pernoite.

2º dia (Sábado)
Roteiro
Café da Manhã – Hotel Pousada dos Girassóis a van leva os passageiros até o limite da estrada asfaltada.
Taquaruçu – passagem pelo distrito de Taquaruçu
Ponte Alta do Tocantins – Portal de entrada do Jalapão. O nome remete a uma árvore caída à margem do rio, usada como ponte para pedestres.
Distância – 152 km de Palmas.
Almoço incluído no pacote (aqui termina o asfalto, começa 120km. de terra).
Último local para comprar filtro solar e repelente. 63-002.jpg
Diário de Bordo – em Ponte Alta o almoço é em uma casa simples, boa comida caseira, suco e um atendimento familiar. Aqui trocamos de veículos, passamos do micro ônibus para o Korubão que é um veículo adaptado para enfrentar estrada arenosa, na parte superior fica um alçapão com pequenos bancos para quem quiser ir observando a paisagem.

Cânion Sussuapara(distância de Ponte Alta do Tocantins 35km.), parada com 400m.(ida e volta) de trilha de acesso em descida e subida, terreno firme de cascalho, terra e trecho de água sobre pedras.
Escondida entre paredões de pedra e vegetação a água brota durante todo o ano a 12m. de altura no fundo do cânion caindo em pequena cascata.63-003.jpg
Diário de Bordo – vá de maiô, leve toalha, roupa seca e um calçado fechado para passar sobre os pedregulhos que estão dentro d’água.
São vistas: Serra da Muriçoca vista da serra cruzando as nascentes do Rio Vermelho margeando a parte oeste da Estação Ecológica da Serra Geral do Tocantins. Serra da Jalapinha vista da Serra do Espírito Santo e mais longe no horizonte a Serra Geral da Bahia.

Safari Camp Korubo – (acesso120 km em estrada de terra), localizado às margens do rio Novo, onde o guia e colaboradores irão se apresentar e dar dicas sobre o dia a dia e drink de boas-vindas, apresentação das tendas.
Diário de Bordo o pessoal que recebe e atende é suficiente e os guias bem atenciosos, principalmente com as crianças. No jantar foi servido 3 tipos de pasta, com e sem carne, variedade de salada. Os sucos são servidos gratuitamente durante as refeições, sempre dois tipos. Para finalizar chá.

 3º dia (Domingo)
Roteiro
Mirante do Safari Camp (opcional) – informar ao guia essa opção para acordar mais cedo e ir até o mirante assistir o nascer o sol atrás da Serra do Espírito Santo avistando as serras ao redor do acampamento e as falésias que formam as Dunas do Jalapão. Quem preferir pode dormir um pouco mais e esperar o retorno.
Diário de bordo – para esta opção não há acompanhamento de guia, mas eles fornecem toda a informação de como chegar ao local, que é bem perto do acampamento.
Café da manhã – farto e variado

Canoagemnível de dificuldade: fácil contemplativo. Descida pelo Rio Novo, um dos últimos rios de água potável no mundo, fundo de areia branca, praias para nadar, 4 corredeiras. Praia exclusiva do Safari Camp Korubo. Fornecido: canoa, remo, capacete, colete e acompanhamento de guias monitorando todo o trajeto, no final a volta é feita caminhando por uma trilha.63-004.jpg

Almoço – no Safari Camp.

Dunasnível de dificuldade: fácil. (18km até o início da trilha nas dunas).
Durante o trajeto são feitas  paradas para fotos.
IMG_240t.JPG
IMG_211d.JPGComo chegar – o Korubão faz um trajeto em estrada bem arenosa até o estacionamento, depois é subir 600m. pela lateral para não danificar a duna principal e lá em cima não é permitido caminhar muito perto da margem também para preservar, mas o local é grande e é possível caminhar entre dunas. Os pontos de água e as flores “chuveirinho do cerrado”, que são típicas dessas dunas não estão presentes todo o ano, somente no período que precede as chuvas.IMG_334As Dunas são formadas por areias de quartzo de coloração dourada e cercadas por imensos chapadões e veredas. As falésias mudam de cor de acordo com a minosidade proporcionando um belíssimo pôr-do-sol. O conjunto das Dunas formou-se pela erosão das rochas de arenito que formam a Serra do Espírito Santo, o vento deposita a areia sempre no mesmo local, formando as dunas, única formação no cerrado brasileiro.IMG_250j
Diário de Bordo – é comum ter fiscais no alto das dunas, eles orientam os turistas a não descer pelo paredão onde o acesso não é permitido. Sempre pergunte ao seu guia o que pode ser feito neste local.
63-005.jpg
Importante – além de boné, água e filtro solar, leve repelente
, principalmente se for esperar o entardecer, quando o sol começa a se esconder aparecem nuvens de muriçocas que conseguem picar até sobre a roupa. PREVINA-SE, principalmente se estiver com crianças.

Jantar e pernoite – Safari Camp Korubo

4º dia (Segunda)
Roteiro

Café da manhã

Fervedouro Soninho (exclusivo Korubo) (acesso 75km. de estrada de terra). Trata-se de nascentes de rios em que a água brota com tanta energia que é impossível afundar. O Fervedouro tem cerca de 30m. de profundidade e a corrente de convecção traz consigo partículas de areia criando um fundo falso.63-006.jpg

Banho nas águas do Rio Sonojunto ao fervedouro, um dos principais afluentes do rio Tocantins, onde a água gelada contrasta com a água quentinha do fervedouro.

Vale do rio Preto – contemplativo, entre as Serras do Meio e do Espírito Santo. Do lado esquerdo está o Parque Estadual do Jalapão e do outro a parte leste da Estação Ecológica da Serra Geral, o conjunto forma o maior mosaico de áreas protegidas do cerrado brasileiro.

Fervedouro do Ceiça – Glorinha (pequeno fervedouro com capacidade limitada). Neste fervedouro o tempo máximo é de 15 minutos para cada grupo de 7 pessoas de cada vez. Dependendo da demanda haverá fila, não tem banheiro.IMG_580a.JPG

Almoço – posto avançado da Korubo próximo ao fervedouro do Soninho.

Cachoeira do Formiga – (acesso 15 km em estrada de terra)
Como chegar – acesso fácil, sem trilhas.
Queda com piscina natural de águas cristalinas de cor verde esmeralda e temperatura agradável, no espaço é possível nadar, ficar embaixo da ducha, subir nas pedras ou ficar dentro d’água observando a flora repleta de samambaias e palmeiras, a água transparente permite ver o fundo de areia calcária.
This photo is taken by AllWinner's v3-sdvPara quem sabe nadar e mergulhar é bem interessante se sentar ao alto da queda d’água e depois mergulhar para ver a grande pedra que dá tons azuis a um dos trechos da cachoeira. A piscina natural é formada pelo escoamento lateral da água. A área é particular então, mesmo os clientes da Korubo não terão privacidade neste passeio.63-007
IMG_651bDiário de Bordo o local é lindo, mas a estrutura é péssima. Por se tratar de propriedade particular o responsável (i) não se preocupa com limpeza do entorno sujo e feio, lanchonete sem o mínimo de higiene. No quesito segurança chega a ser pior, as escadas de acesso estão podres, degraus despregados, falta de corrimão e no deck pregos aparentes e tábuas soltas. Observei idosos e pessoas com crianças pequenas tendo dificuldade em entrar e sair da água, alguns até desistiram diante da falta de segurança. Lamentável!

Mateiros – (acesso 25 km em estrada de terra).
Localização310 km de Palmas
Origem do nome – A cidade recebeu este nome em função da grande quantidade de veados mateiros encontrados na região.

Jantar e pernoite – no Safari Camp Korubo.

5º dia (Terça)
RoteiroIMG_792.jpg

Mirante da Serra do Espírito Santo(acesso por 24km. em estrada de terra). Nível de dificuldade: médio, mas de grande desgaste físico, recomendado somente para pessoas que estejam com boa saúde e que façam atividades físicas. 63-008.jpgCaminhada total de 8 km com subida íngreme de 800m no início da trilha e o restante em terreno plano e firme. A partir do estacionamento dos carros a trilha demora cerca de 50’ até o topo do primeiro mirante e 30’ até o segundo mirante cerca de 3km., de onde se avista as dunas do Jalapão. Há vários bancos para descanso, mas os joelhos são muito acionados.IMG_784.jpg
Vista panorâmica de toda a região do Jalapão.

Almoço – Safari Camp camp

Flutuação – redário ou caminhada nas proximidades. Neste dia a proposta dos guias foi de flutuação com coletes pelo Rio Novo em frente ao acampamento. Deleite para crianças e adultos sempre monitorados por guia.63-009.jpg

Jantar e pernoite – Safári Camp Korubo.

Diário de Bordo – nesta noite toda a bagagem deve estar pronta, no dia seguinte antes de ir para o café da manhã, ela deve estar colocada pelo lado de fora das barracas, a bagagem é recolhida pelos funcionários que deixam tudo pronto para a volta para Palmas ao final do dia. Portanto deixe seus pertences pessoais e uma muda de roupa seca em uma mochila para levar para o passeio do dia seguinte.

6º dia (Quarta)
Roteiro
Café da manhã

Cachoeira da Velha – (acesso70 km em estrada de terra), a maior do Parque Estadual do Jalapão recebe água do Rio Novo, um dos maiores rios de água potável do mundo. A cachoeira possui 100m de largura e aproximadamente 20m. de queda. A plataforma que circunda o atrativo leva o turista bem perto da queda d´água, mas não se consegue ver toda a cachoeira que é formada por dois semicírculos, um de costas para o outro. O principal ponto de acesso fica no deck, mas quem quiser descer mais um pouco entre a pequena trilha e pedras poderá ver outros ângulos.IMG_910k.JPG
Lenda: Dizem que o nome da cachoeira foi dado porque ali vivia uma mulher que gostava muito de suas águas, tanto que após sua morte dizem que seu espírito vaga por ali.
Diário de Bordo – com câmera provida de zoom poderá fazer uma ótima foto da árvore que cresce entre as duas cachoeiras. Proibido banho.

Prainha da Cachoeirapraia de águas rasas do Rio Novo que desce pela Cachoeira da Velha, o mergulho aqui é irressistível, mas mantenha-se perto da margem, o rio tem correnteza subaquática . A praia tem uma boa extensão com areia clara e limpa e um bom arvoredo, mas não espere privacidade, as agências de turismo levam seus turistas até ela e montam piqueniques no alta da escadaria enquanto eles tomam banho.IMG_984b.JPG
Diário de bordo – leve máscara de mergulho, há vários peixinhos miúdos para serem observados. Com este passeio fica encerrado o Jalapão, os turistas levam roupa seca para trocar de roupa e retornar a Palmas.

Lanche – ApóIMG_984i.JPGs o banho, já no Korubão seguimos para um lanche em um local bem interessante, a antiga casa que pertenceu a Pablo Escobar hoje ocupada por um funcionário municipal e o local onde ficavam seus seguranças que está abandonado e bastante deteriorado, mas o pátio com mesas longas serve para que os turistas tomem lanche.

Retorno a Palmas – Pernoite Pousada dos Girassóis em Palmas.
Pernoite em Palmas.

7º dia (Quinta)
Roteiro

Café da manhã no hotel – Transfer para o aeroporto.
O QUE LEVAR
O melhor é levar roupas leves de secagem rápida, tenha sempre na mochila menor uma troca de roupa e toalha de banho.
Mochila ou mala pequena;
mochila de ataque ou bolsa impermeável;
Câmera fotográfica e subaquática, com baterias/carregador extras;
Máscara para água;
Protetor Solar para o corpo e labial;
Sabonete, shampoo, etc.
Repelente e pomada para picada de insetos;
Lanterna;
Medicamento de uso pessoal;
Roupas de banho (2)
Toalha de banho (1)
Toalha para as cachoeiras (1)
Tênis para trilha;
Sapatilha para água;
Chinelo;
Camisetas preferencialmente com proteção contra raios UV
Casaco leve tipo fleece (a noite a temperatura cai um pouco);
Boné, chapéu e óculos de sol;
Casaco impermeável (se sua viagem for em tempo chuvoso)

 

JALAPÃO POR CONTA PRÓPRIA, SEM AGÊNCIA.

As principais cidades de entrada ao Jalapão são: Ponte Alta do Tocantins, Mateiros e São Félix do Tocantins, a região tem pouca infraestrutura, procure fazer reserva de carro e hospedagem antecipadamente, os locais são simples e limpos, a comida é boa. Para esse tipo de opção vá com mais tempo, como a hospedagem é fora do Parque vai demorar mais para chegar até as atrações. O roteiro por conta própria obedece a um formato circular, começa e termina em Palmas. Todas as estradas são de terra ou areia. Você pode ir até uma dessas localidades e alugar um 4×4 para se aventurar nas estradas de areia fofa, mas sinceramente não é a melhor opção já que o acesso é mal sinalizado o GPS não funciona e se precisar de socorro o celular não tem sinal. O mais indicado é contratar o 4×4 e um guia para dirigir eles têm muita experiência.

Guia – recomendo o guia WELDES – fone (63)9233.4779 – responsável, atencioso, consegue montar pacotes de acordo com o seu tempo pelas principais atrações do jalapão.

Diário de bordo – como algumas atrações são comuns para a Korubo e para este “Roteiro por conta própria” elas não serão repetidas, apenas identificadas: “vide descrição no Safari Camp Korubo”

Ponte Alto do Tocantins – vide descrição no Safari Camp Korubo

Cânion Sussuapara – vide descrição no Safari Camp Korubo

Pedra Furada (35 km de Ponte Alta do Tocantins).
Para quem gosta de boas fotos este é o local ideal, são imensos blocos de arenito esculpidos pelo vento há milhões de anos, os buracos servem de molduras para as fotos.
Como chegar – combine com seu guia, os carros chegam próximo a entrada da propriedade particular, o acesso é gratuito e permitido pelos proprietários da área. Uma rápida trilha de cerca de 5’ e já se está frente a maior fenda. Para uma visão melhor do pôr-do-sol é necessário caminhar mais 10’ e chegar até as menores fendas.
Diário de Bordo – terreno instável, vá de tênis, sapatilha ou papete.

 Mateiros – vide descrição no Safari Camp Korubo.

Serra do Espírito Santo

Como chegar – mesma estrada de acesso às dunas, siga adiante e atenção às placas à margem esquerda da TO-255.
Vista panorâmica de toda a região do Jalapão. Combine com o guia já no dia anterior para sair bastante cedo, geralmente às 4h. da manhã. Verifique antes se este passeio está incluído no seu pacote, o passeio custa em média R$100,00 por pessoa.
Diário de Bordo – tênis ou papete, lanche, água e talvez uma lanterna.
Vide descrição no Safari Camp Korubo.

Povoado Mumbuca – comunidade remanescente de quilombo onde se originou a produção das peças com o capim dourado.

Dunas – vide descrição no Safari Camp Korubo.

Fervedouro Bela Vista
Localização – próximo a cidade de São Félix, por isso nem sempre entra no roteiro turístico.
Considerado o mais bonito do Jalapão, a área é de 15m. de diâmetro, a entrada é feita por uma plataforma de madeira que ajuda a preservar a transparência da água. É o espaço mais bem estruturado do Jalapão com restaurante para almoço e jantar.
Capacidade – 10 pessoas por vez.
Preço – visita R$15,00, almoço à vontade por R$35,00.

Fervedouro do Alecrim
Localização – próximo a cidade de São Félix, por isso nem sempre entra no roteiro turístico.
Talvez tão bonito como o Fervedouro Bela Vista que tem águas azuis este tem águas verdes. Aqui a nascente principal fica dentro do fervedouro e com maior pressão a flutuação é maior. Não há infraestrutura, leve lanche e água.
Capacidade – 6 pessoas por vez
Preço – visita R$10,00.

Fervedouro do Ceiça
vide descrição no Safari Camp Korubo
Preço – visita R$20,00.
Diário de Bordo – Não use protetor solar, você poderá ser barrado.

Fervedouro do Buriti
A trilha que leva ao fervedouro é curta, 5’ de caminhada a partir do estacionamento.
Grau de flutuação leve a “piscina” tem uma cor que varia entre o verde e azul é cercado de buritis e bananeiras, acesso por uma escada de madeira. Este fervedouro geralmente é visitado na hora do almoço por ter restaurante com comida caseira.
Capacidade – 10 pessoas de cada vez, os visitantes podem permanecer apenas dez minutos.
Preço – visita R$15,00.
Diário de Bordo – leve câmera subaquática.

Fervedouro do Buritizinho
O fervedouro tem o formato de uma gota, a água é de azul intenso, a flutuação não é tão forte porque aqui a profundidade é uma das mais acentuadas de todos os fervedouros, alguns trechos não dá pé. Apresenta um atrativo a mais, o trecho do Rio Formiga onde é possível tomar banho e praticar boia cross. Restaurante com comida caseira R$35,00
Capacidade – 6 pessoas de cada vez.
Preço – visita R$15,00.
Preço boia cross – R$10,00 para usar à vontade.
Diário de Bordo – leve câmera subaquática.

Fervedouro do Encontro
O carro para bem perto do local.
A nascente desse fervedouro tem alta pressão e é muito difícil afundar mesmo, local ideal para quem quer sentir a flutuação, o movimento da areia é tão intenso que chega a entrar pela roupa de banho. Como a “piscina” é pequena poderá haver espera para a troca de grupos.
Os rios Sono e Formiga estão apenas 2’ de caminhada entre um e outro, vale dar um mergulho para retirar a areia da roupa de banho.
Capacidade – 4 pessoas de cada vez
Preço – visita R$15,00.
Diário de Bordo – leve câmera subaquática.

Fervedouro da Korubo (vide descrição no Safari Camp Korubo).

Fervedouro do Sono
Acesso por uma plataforma de madeira evita o pisotear na vegetação.
Tem um formato quadrado com várias nascentes que você poderá escolher pra flutuar, a água é um pouco mais fria do que os demais fervedouros. Uma ótima parada entre as visitas ao Fervedouro do Ceiça e Canhoeira do Formiga, possui restaurante R$35,00 e redário para descanso depois do almoço.
Capacidade – 6 pessoas de cada vez
Preço – visita R$15,00.
Diário de Bordo – leve câmera para posicionar uma foto entre a água e o buriti estrategicamente plantado à sua margem.

Cachoeira do Formiga vide descrição no Safari Camp Korubo.
Propriedade particular com local para camping, geralmente muito cheio em alta temporada.
Preço – visita R$20,00
Peço camping – R$30,00 por pessoa
Diário de Bordo – leve óculos e câmera para mergulho e aproveite para tomar uma cerveja no Bar da Zéfa, na entrada da cachoeira.

Cachoeira da Velha – (vide descrição no Safari Camp Korubo).
Preço – gratuito

Rafting na Cachoeira da Velha
Às margens do Rio Novo os visitantes recebem todas as instruções de comando, segurança, colete salva vidas e capacete, depois seguem de bote para o outro lado da margem e percorrem uma trilha a pé, novamente em bote começa o rafting aos pés da queda d’água em uma posição que não é vista por quem está na plataforma de observação do outro lado.

Cachoeira das Araras
Localização – saída de São Félix do Tocantins a caminho de Palmas.
Local para excelente parada, a queda d´água não é muito forte core por um paredão de pedra repleto de verde e dá até para passar atrás dela e depois aproveitar um banho dentro do poço ou apenas ficar sentado nos troncos de árvores que estão dentro da piscina natural.
O local tem restaurante R$35,00, mas é necessário fazer reserva.

Cachoeira Rio Soninho Grande e Pequena
Praticamente sem trilha, o carro para no local.
A cachoeira de 30m. de altura deixa dúvidas sobre exatamente por onde escorre a água do Soninho Grande, o volume grande de água entra e sai por fendas entre as pedras.
Diário de Bordo – Cachoeira do Rio Soninho, local não é próprio para banho.

Cachoeira do Soninho Pequena
Para quem ficou decepcionado por não conseguir aproveitar um banho é só seguir a trilha e um pouco mais acima está a Cachoeira do Soninho Pequena onde há um grande platô de pedra em local raso, a seguir uma suave queda d’água forma verdadeiras banheiras de hidromassagem. Se tiver tempo caminhe um pouco mais pela trilha lateral e desça o rio boiando e observando a natureza. O Fervedouro Soninho é exclusivo da Safari Camp Korubo.

Prainha do Rio Novo
vide descrição no Safari Camp Korubo

ONDE FICAR (turistas independentes e agências)

Pousadas em Ponte Alta do Tocantins

Pousada Águas do Jalapão
Pousada Planalto

Pousada Beira Rio

Pousadas em Mateiros

Pousada Beira da Mata
Pousada Santa Helena

Pousada Panela de Ferro

Pousada Buritis do Jalapão

Pousada Vereda Tropical

Pousada Jalapão

Pousadas em São Félix do Tocantins

Cachoeiras do Jalapão

Jalapão Eco


Áreas para camping

Fervedouro Bela Vista

Cachoeira do Formiga

Camping do Vicente

Pousada Beira da Mata

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s