Araguaia

Colagens,2ARAGUAIA – setembro / 2017.
Saímos de Valinhos/SP, com destino ao Rio Araguaia com a finalidade de conhecer as belezas naturais da região e praticar pesca esportiva.
Percorremos 1.402km. de Valinhos/SP a Fio Velasco, São Miguel do Araguaia/GO.
A partir de Fio Velasco mais 2h. de barco até a Pousada Cristal.
IMG_5688TRAJETO
1º. dia
Valinhos x São Miguel do Araguaia
Saída – Valinhos – 7h.15IMG_5573
Chegada Aparecida de Goiânia – 19h.15
Distância  – 850 km – pista dupla
Rodovias – SP 330 (Anhanguera), BR-050, BR-452, BR-153
Pedágios – R$94,80
Cidades no trajeto – Ribeirão Preto, Uberaba, Uberlândia, Xapetuba/Tupaciguara, Araporã, Itumbiara, Goiatuba, Morrinhos, Prof Jamil, Hidrolândia, Aparecida de Goiânia.
Postos de combustíveis – Graal Turmalina, Anhanguera, km 159, Cordeirópolis. Coral, Anhanguera, km. 210, Pirassununga, Antares, BR-050,  km.173,4, Uberaba. Frango Assado, Anhanguera, km 286, Cravinhos. Posto Décio, BR-050, km.61, Buriti, Uberlândia. Uberabão km.201,4.
As rodovias neste primeiro dia estavam bem conservadas, viagem tranqüila.

2º. dia
Aparecida de Goiânia x São Miguel do Araguaia (com parada na cidade de Goiás para uma visita a casa-museu de Cora Coralina).
Distância – 509 km.
Rodovias – GO-070, trecho Goiânia, Goianira, Inhumas, Itauçu e Itaberaí duplicado com boas condições de tráfego. Em Itaberaí o Trevo GO-164 finalizando a execução, idem para o trevo de Mossâmedes.
Cidades no trajeto – Goianira, Inhumas, Itauçú, Itaberai.
A passagem por Goiânia é confusa, a rodovia carece de informações e ao sair de Aparecida de Goiânia acabamos entrando em Goiânia, onde a sinalização é pior ainda, não há placas indicativas para a saída da cidade, os semáforos são mal localizados, perdemos 1h.30 circulando dentro da cidade tentando sair do labirinto.

Goiás x São Miguel do Araguaia
Distância – 335 km – pista simples.
Rodovias – GO-164 ( Rod Raul Caiado Fleury ), e GO-244.
Cidades no trajeto – Faina, Araguapaz, Mozarlândia, Nova Crixás.
A GO-164 embora com pista simples é bastante conservada e com pouco trânsito, mas com muitos radares de velocidade com controle de 80km./h.
São Miguel do Araguaia x Luiz Alves
Distância – 47 km.,  asfalto com pista simples.
Rodovias – GO-164 e GO-244.
São Miguel do Araguaia x Fio Velasco
Distância – 75 km.
Luiz Alves x Fio Velasco
Distância – 50 km.
Saímos de São Miguel do Araguaia às 6h.30. com destino a Luiz Alves/ Fio Velasco, para se deslocar entre estas duas localidades a estrada é de 50km. de terra.COLAGEM,1.jpg
Fio Velasco x Pousada Cristal.
Chegando a Fio Velasco aguardamos quase 1h. o piloto que nos levaria até a pousada, navegamos 2 horas de barco, com o rio Araguaia bastante baixo, o piloto muito hábil ia desviando dos bancos de areia e já pudemos visualizar as praias que se formam nas margens do rio neste período de seca.IMG_5678d.jpg

PESCA
Creio ser interessante deixar anotado que nosso objetivo não foi (e nunca é), a pesca de grandes exemplares, nossa pesca se aplica sempre a modalidade esportiva. Em todos nossos passeios não passamos o dia todo no rio, saímos pela manhã, voltamos para o almoço e retornamos à tarde, nunca pescamos a noite. Assim como já deixamos claro ao piloto que não levamos bebidas alcoólicas no barco. Pode ser um contra senso, afinal observamos que a maioria dos pescadores apreciam esta prática, mas igualmente nos divertimos só que sem bebida e com colete!!!!!! Alguns equipamentos aqui citados são apenas referência, não somos pescadores profissionais!
IMG_5691
1º. Dia – Aruanã
Chegamos na Pousada Cristal às 10h.30, arrumamos nossos equipamentos e depois do almoço, por volta das 14h. saimos para nossa primeira tarde de pesca, fisgamos 4 Aruanãs (língua de osso), são carnívoros, predadores, saltam de forma espalhafatosa ao ser fisgado, quando adultos passam de 1m. de comprimento e chegam a pesar até 5kg. O equipamento utilizado foi do tipo médio; carretilha de perfil baixo, vara de 6 a 14 libras, linha de multifilamento de 0.30 milímetros acompanhada de leader de fluorocarbono resistente a abrasão, anzóis de nº 1/0 a 3/0. As iscas podem ser de peixes, insetos ou artificiais de superfície como poppers e  zaras.
IMG_5672
2º. Dia Tucunaré.
Combinamos com nosso guia que esta manhã seria dedicada ao Tucunaré, seu reduto é no Rio Cristalino. Nos preparamos e seguimos rio acima, ao chegar no encontro dos rios Araguaia/Cristalino já percebemos que não seria fácil subir o rio, ele estava extremamente baixo, com muitos bancos e areia e o piloto não conseguia utilizar o motor, muitas vezes precisava descer para empurrar o barco sobre algum banco de areia. O rio não é muito largo e mais claro que o Araguaia, na época da seca há possibilidade de se visualizar mais animais e aves. O tempo gasto até chegarmos nas lagoas onde poderiam estar os Tucunarés foi muito grande.
Para um Tucunaré de porte médio pode-se tentar uma vara de 25 libras, carretilha ou molinete compatível que acomode 100m. de linha acoplada em vara de ação média. Linha de multifilamento 40 libras, se houver muita estrutura usar leader de fluorcarbono. As iscas artificiais de cores claras são mais atrativas.
O planejamento para este dia era almoçar às margens do Rio Cristalino e o piloto levou o almoço “quase” pronto, só precisamos fisgar o peixe e na margem do rio ele improvisou uma fogueira, limpou o peixe, assou em uma grelha, fez uma salada de tomate e o arroz já foi levado pronto para servir. Uma delícia! Depois foi só apagar o fogo e voltar para o Araguaia.
IMG_5687B
3º. Dia Piau – Tucunaré, Aruanã e Jacundá. (Piranha).
Pela manhã o piloto nos levou para uma pesca de Piau, foi a estrela da pescaria, paramos de contar depois de 50 exemplares. O barco ficou ancorado em um pequeno escape do Rio Araguaia, entre desgalhadas árvores caídas às margens do rio. O Piau é arisco e com costumes alimentares diversificados come frutas e carnes, possui boca pequena e dentes incisivos semelhantes aos de animais roedores que transformam a pescaria em um desafio, não pega a isca e corre, costuma acomodá-la na boca e o pescador deve esperar um pouco para fisgar.

Voltamos para o almoço e descanso.
À tarde fomos tentar algumas Corvinas, mudamos várias vezes de lugar, o vento não ajudava a estabilizar o barco e tivemos dificuldade em encontrar um local com cardume, sentimos que a pesca seria fraca neste dia e resolvemos voltar para a Pousada.  Usamos vara rígida de ação rápida, anzol entre 2/0 a 6/0 com milho cozido.IMG_5697
4º. Dia – Piau, Corvina, Barbado, Aruanã.
Após o café saímos bem cedo novamente em busca das Corvinas e como no dia anterior a pesca delas estava fraca, ventando e quando conseguíamos achar um local promissor ao fisgarmos a Corvina aparecia um boto para roubar nosso peixe, conseguimos tirar poucos da água. Impressionante a agilidade do boto, este mamífero está em grande quantidade no Rio Araguaia, logo que percebe um peixe fisgado ele ataca e sai arrastando toda a linha, nesse momento é necessário fechar a fricção da carretilha/molinete para arrebentar a linha, ou ele leva tudo embora. Para mim foi divertido, mas os pilotos ficam chateados porque querem que o pescador complete a sua pescaria.
Deixamos as Corvinas para os botos e saimos em busca das Aruanãs repetindo o local do nosso primeiro dia de pescaria, aqui tivemos mais sucesso, já no final os botos apareceram e perdemos duas Aruanãs para eles.

O Depois do almoço voltamos para pesca de Piau, em uma ceva perto da Pousada.IMG_5812.JPG

BÁSICO
image001
O repelente é indispensável o repelente para tentar conter o minúsculo (2mm) mosquito pólvora ou maruim*, ataca principalmente nos dias quentes (recomendações no final do relato);
Vacina contra Febre Amarela tem validade por 10 anos e deve ser tomada com pelo menos 10 dias de antecedência da viagem;
Material para pequenos curativos;
Leve anotado indicação sobre localidade com socorro médico-hospitalar e sua carteira de convênio médico;

Filtro solar;
Boné;
Óculos de sol;
Camisa com manga longa e calça comprida;
Meias com cano mais longo protegem melhor da picada do mosquito;
Colete salva vidas, eles tem por lá, mas não são de boa qualidade;
Lanterna;
Sabonete bacteriano, para auxiliar no caso da picada do mosquito pólvora;
HOSPEDAGENS (ida)
Aparecida de Goiânia/GO
Arahra Hotel
Localização – Avenida Teldomiro de Souza, Quadra 43, Lotes 09/11 (esquina com Avenida Chile).
Diária casal – R$130,00.
Facilidades – apartamento executivo, banheiro privativo, tv, internet, ar condicionado, café da manhã incluído, garagem. Hospedagem simples, ambiente familiar.
Contatohttp://www.arahrahotel.com.br / Fone (62)3094.1222 (Antonio).

São Miguel do Araguaia/GO
Hotel Veredas do Araguaia
Localização – Rua 05 n. 695, Centro
Diária casal – R$140,00
Facilidades – apartamentos com a/c, TV, frigobar, não tem elevador, garagem fechada (vagas limitadas). Contatoshttp://www.hotelveredasdoaraguaia.com.br, e-mail: veredasdoaraguaia@hotmail.com, fone: (62)3364.1782

Rio Araguaia
Pousada Cristal
Localização – às margens do Rio Araguaia, Barra do Rio Cristalino – Rua Ônix N° 102 – Q.8 L.7 – Setor Cristal, São Miguel do Araguaia – GO.
Acesso – 2 horas de barco á partir de Fio Velasco.
Diária por pessoa – R$ 600,00 (reserva com 30% adiantado)
Hospedagem – R$ 3.600,00 – casal + Pesca – 4 dias de hospedagem / 3 dias de pesca. Atendimento – 2ª a 6ª – 11h. às 16h.
Pacote – check-in 09/09 (sábado), Pesca nos dias 10, 11 e 12.  contato
check-out : 13/09 (4ª feira )
Contato – Welington – (062) 9632.4678(WhatsApp), (62)3364 2540.  valpousadacristal@gmail.com.IMG_5649
Facilidades – 35 apartamentos com a/c, banheiro privativo, banho quente, café da manhã/almoço/jantar, água e petiscos, churrasco 1 x na semana. Gasolina: 25lt./dia., barco e motor, isca viva, gelo, cerveja, refrigerante, água, translado Fio Velasco até a pousada (ida e volta). Local privilegiado, com canais, lagos e lagoas que formam um viveiro natural, no Rio Araguaia estão espécies para pesca esportiva, como o Tucunaré, Aruanã, Piau, Pirarara e Corvina.
Não incluído na diária – taxa de turismo R$3,00 p/p-dia, licença de pesca embarcada obrigatória, bebidas quentes (caipirinha, vodka, uísque, etc).
Piloto – contratado à parte, nosso piloto foi o Sr. Valdez, bastante recomendado.
Deixamos nosso carro em um estacionamento aberto às margens do Fio Velasco – R$15,00 dia.

 

HOSPEDAGEM (volta)
Caldas Novas/GO
Rio Quente Resorts     

ALIMENTAÇÃO
Posto Décio
Localização – BR-050, km.85,5 – Uberlândia/MG
Informação – um bom lugar para almoço com sistema self service p/ kg. , churrasco e um café adoçado com rapadura na saída e a  lanchonete também tem ótimas opções. Estacionamento coberto, loja de conveniência e um banheiro bem cuidado.
Restaurante Rancho Alegre
Localização – BR-153, km.610 – Morrinhos/GO
Informação – no máximo água.
Aparecida de Goiânia/GO
Aparecida Shopping – Cantinho do Chopp
Localização – Av. Independência, área 1, St. Serra Dourada. Fácil acesso perto da BR-153 e do Hotel Arahra onde ficamos hospedados, fomos e voltamos à pé até o shopping, também está próximo da Prefeitura e Matriz.
Informação – Estrutura nova, ampla, climatizada, com marcas conhecidas, amplo estacionamento. Na área de alimentação o espaço é ocupado por mesas de uso coletivo, ali estão marcas consolidadas no setor de alimentos e outras locais.  Utilizamos a área de alimentação para tomar chopp, suco e lanche.
Goianira/GO
Posto Califórnia
Localização – Goianira-GO
Informação – no máximo água ou refrigerante.
São Miguel do Araguaia/GO
Teteco Bar e Restaurante
Localização – Rua 4, n.1.113, esquina com Piauí, quadra 44, lote 12 esq. c/ Piauí – Setor Central.
Informação – Pedimos um filé ao olho madeira, couve flor com queijo, arroz, cerveja e refrigerante = R$67,00. Teteco é o restaurante mais recomendado da cidade por servir bons peixes e pratos com carne seca. Como estávamos rumando para uma área onde teríamos peixe, preferimos a carne vermelha para o jantar que estava bom, mas não excepcional.

CURIOSIDADES
Rio Araguaia
No dialeto Tupi significa Rio das Araras ou Papagaio Manso.
Nascente – Parque das Emas/Serra do Caiapó-GO, percorre os estados de Goiás, Mato Grosso, Tocantins e Pará, desaguando no Rio Tocantins na divisa dos 3 estados: Tocantins, Pará e Maranhão.
Comprimento – 2.115 km
Altitude na área da nascente – cerca de 850 metros
Vazão (volume) – 5.400 m³/s
Área da bacia do rio – 86.108 km².
Principais rios afluentes –  Água Limpa, Babilônia, Caiapó, Diamantino, Cristalino, Rio Crixá-Açú, Rio Crixá-Mirim, Rio Javaés, das Mortes, do Peixe I, do Peixe II e Rio Vermelho.
Principais parques – Parque Nacional do Araguaia – Ilha do Bananal e Parque Indígena do Araguaia.
Municípios as margens do rio – Aruanã (Goiás), Britânia (Goiás), Alto Araguaia (Mato Grosso), Ponte Branca (Mato Grosso), Santa Terezinha (Mato Grosso), Araguacema (Tocantins), Araguatins (Tocantins), Couto de Magalhães (Tocantins), Conceição do Araguaia (Pará), São Geraldo do Araguaia (Pará) e Bela Vista do Araguaia (Pará).
Praias – são formadas na época da seca entre junho e outubroIMG_5817

Ilha do Bananal
Com cerca de 25 mil km²., a maior ilha fluvial do mundo e considerada a maior ilha fluvial do mundo, está localizada entre o Rio Javaés e o Rio Araguaia, nas divisas com Goiás e Mato Grosso.
A ilha está composta de duas áreas de reserva ambiental,  Parque Nacional e a outra a reserva  é o Parque Indígena do Araguia onde vivem os indígenas Javaés e Karajá, estes produzem as bonecas Rtxòkò, certificadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) como patrimônio cultural do Brasil. Para se entrar na ilha é necessário autorização dos órgãos federais Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio), que mantém um escritório em Pium, ou da Fundação Nacional do Índio (Funai), cuja sede está localizada em Palmas.
Lagoa da Confusão e Formoso do Araguaia são porta de entrada para a Ilha do Bananal e o Parque Nacional do Araguaia. Na Lagoa da Confusão rica em fauna e flora se desenvolvem vários projetos de proteção ambiental, cuja base é o Parque Estadual do Cantão. Já em Formoso do Araguaia a característica principal está nos redutos de pesca esportiva, com cerca de 300 espécies de peixes, das quais 50 são consideradas esportivas. Essa prática  transformou-se na principal atividade econômica da região, atraindo grande número de turistas.
IMG_5813
Nem tudo está uma maravilha no Araguaia. Estive em uma pousada em frente ao Rio Araguaia tendo do outro lado a Ilha do Bananal (área de preservação).
Moradores da ilha iniciaram uma queimada para fazer uma roça, largaram a queimada e o fogo se alastrou pela Ilha, conforme o vento ia mudando as labaredas iam comendo toda a área verde de preservação. Entrei em contato com o IBAMA/DF, depois por 2 vezes entrei em contato com a super intendência do IBAMA na cidade mais próxima em São Miguel do Araguaia, tb. fiquei sem retorno. Sai do Araguaia e o fogo ainda consumia a Ilha.
Tem mais…. moradores da Ilha foram flagrados com 60 tartarugas para venda irregular, algumas já mortas pois estavam com o casco para baixo aguardando serem recolhidas. Tem mais….presenciei moradores da Ilha do Bananal com rede de captura de peixe – o que é proibido – fechando a saída de lagoas. Muito triste mesmo!!!!!!! Enquanto alguns se esforçam na preservação outros parecem fora da realidade. Se nem o IBAMA sequer responde a uma solicitação tão grave, a quem recorrer?


Fio Velasco
Um pequeno povoado ao norte de Luiz Alves, ponto de partida de alguns barcos que com turistas vão se instalar nas pousadas às margens do Araguaia ou Cristalino.
Luiz Alves
Luiz Alves do Araguaia é um distrito de São Miguel do Araguaia, distante 40km., possui ruas asfaltada e energia elétrica, aqui está o  Porto Luiz Alves, ponto de partida para visitas a Ilha do Bananal, acesso ao Lagoão e Rio do Cristalino. O local possui boa infra estrutura com hotéis, pousadas, barcos casas para temporada, acampamentos ilhados. Os ribeirinhos sempre estão a postos para indicar barcos e guias, navegar no Rio Araguaia não é para amador. O comércio é  razoável, nem todos os estabelecimentos  aceitam cartões, só tem 2 postos de combustível.
A atração fica por conta do por do sol, botos cercando cardumes de peixes, macacos no outro lado do rio e as praias que devem ser usadas com cuidado porque o rio tem um canal perigoso que muitas vezes sofre o desmoronamento de um banco de areia arrastando o que tem pela frente para dentro do rio, o local é monitorado por salva-vidas.
São Miguel do Araguaia
Localização – região Centro-Oeste do país, estado de Goiás.
População – 23.128 habitantes.
Praça central com pizzaria, sorveteria, bares, lanchonetes, apesar desses estabelecimentos estarem em torno da praça principal ela carece de uma iluminação adequada, tudo muito escuro nas ruas que apesar de seguras deixam o visitante instável para transitar. Cidade muito quente, prefira sempre um hotel com ar condicionado.
São Miguel do Araguaia dá acesso ao rio Araguaia através do Porto de Luiz Alves e também é ponto de partida para Ilha do Bananal.
Maruim – Mosquito Pólvora *
Ao picar o inseto injeta saliva na pele, aparece um ponto vermelho que pode se expandir para um vergão, muitas vezes desencadeando reação alérgica e coceira que podem abrir escoriações. O local fica sensível por duas semanas. Eles atacam qualquer área exposta e um único mosquito pode picar várias vezes.
Embora tenham alguns tratamentos caseiros o melhor é se prevenir com alguma medicação:
Analgésico em forma de creme ou gel para a dor, spray não são tão eficazes;
Anti-histamínico para aliviar a coceira;
Creme antialérgico com maleato de dexclorfeniramina;
Um tratamento mais suave é com pomada à base de zinco, usada contra assaduras e pequenas irritações da pele, neste caso utilize a pomada e uma bandagem;
Aloe Vera Gel é um tratamento natural, e que possui qualidades para amenizar a dor e coceira;
Corticóide em creme só em último caso. Ele bloqueia o corpo de produzir substâncias que ativam a células que possam piorar a coceira e inchaço.
Tratamento caseiro
Compressa de água fria por 10 minutos. No caso de inchaço mais grave faça compressa com gelo com intervalo de 10 a 15 minutos durante as primeiras 24h.;
Bicarbonato de sódio misturado com água morna até formar uma pasta e aplique na área picada;
Vinagre de suco de maçã embebido em um algodão e colocado alguns minutos sobre a picada até que a dor passe;
Bandagem de água quente, colocada com pressão sobre a picada até que formigue, repita a operação duas vezes, isso fará com que seus nervos se confundam e a coceira pare por horas. Na verdade o calor faz que a histamina uma proteína que o corpo usa para combater inflamação seja liberada e circule por toda a pele onde esta a picada;
Água e leite se colocados juntos diminuem o inchaço e a coceira. Coloque em um lenço e aplique sobre a pele.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s